Diário da Serra

Operação desativa garimpos ilegais de minérios e madeira instalados em terras indígenas em MT

G1 MT 13/06/2019 Polícia
Polícia

Dois garimpos ilegais foram desativados na Operação Lavra Ilegal, realizada nas Terras Indígenas Sararé e Paukalirajausu, habitadas pelos índios Nambikwara, na fronteira oeste de Mato Grosso.

 

O resultado da operação, feita no final do mês de maio, na região de Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá, e foi divulgada nessa quarta-feira (12) pela assessoria da Fundação Nacional do Índio (Funai). Nenhuma pessoa foi presa.

 

De acordo com a Funai, a operação durou três dias e foi mobilizada após denúncias que identificaram atividade garimpeira na região. As equipes desarticularam dois pontos de garimpo ilegal onde foram encontrados acampamentos com roupas, alimentos, agentes químicos, tipo mercúrio, para lavra ilegal, materiais e ferramentas diversos da atividade garimpeira. 

 

No total, uma máquina retroescavadeira, quatro motores e um motor foram apreendidos e destruídos junto com os acampamentos. Os alimentos e utensílios domésticos foram destinados às comunidades indígenas Nambikwara.

 

Além dos dois garimpos, as equipes desarticularam áreas de extração ilegal de madeira.

 

Foram encontradas diversas espécies de árvores derrubadas - garapeira, peroba rosa, cabreúva e mogno - com serragem em forma de lascas e réguas, o que sugere a extração ilegal para fins de comercialização.

 

Um caminhão com motosserra, combustível e materiais diversos foi encontrado ainda com a chave na ignição, sugerindo que uma pessoa fugiu ao encontrar as equipes. O veículo foi apreendido.

Notícias da editoria