Diário da Serra

Novos conselheiros tutelares são diplomados em Tangará da Serra

Diego Soares - Assessoria de Imprensa 05/11/2019 Geral

Foram diplomados os eleitos Elizeu Benedito da Silva, Eulane Pierin Souza Santos, Gustavo Salgado Alves e Tamyla Viana da Silva

Geral

Quatro dos cinco conselheiros tutelares eleitos e mais sete dos vinte suplentes, foram diplomados na manhã desta terça-feira, 05, no auditório da prefeitura municipal de Tangará da Serra. A diplomação foi feita pelo Prefeito Fábio Martins Junqueira e pelo Promotor de Justiça, Caio Márcio Loureiro.


Além do Chefe do Poder Executivo e do Promotor de Justiça, os vereadores Nilton Dalla Pria, Sebastian Ramos e Romer Sator Yamashita, além de Secretários Municipais, da Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Tangará da Serra, Selma Cristina Cavalcante, prestigiaram a diplomação dos novos conselheiros tutelares.
 

Foram diplomados Elizeu Benedito da Silva, eleito com 270 votos, Eulane Pierin Souza Santos, eleita com 245 votos, Gustavo Salgado Alves, eleito com 162 votos e Tamyla Viana da Silva, eleita com 148 votos. Além deles, foram diplomados os suplentes Luiza Gonçalves, Rosimeire da Silva, Matias da Silva Félix, Leidiane Santos, Rafaela Roza, Sirlei Pinto da Cunha e Sheila dos Santos.
 

“Essa é uma parte muito importante de todo esse processo, pois demonstra que estão aptos a assumirem a função. Eles serão ainda capacitados agora que estão diplomados. A posse acontecerá dia 02 de janeiro, conforme estabelece a legislação. Essa posse deve ocorrer do dia 02 ao dia 10 de janeiro, optamos por realizar a posse em Tangará logo no primeiro dia permitido”, explicou a Secretária Municipal de Assistência Social, Eude Camargo Pinto.
 

Em sua fala, dirigida aos novos conselheiros, o Prefeito destacou a importância do papel desempenhado por esses profissionais.

 

“Dedicação, responsabilidade e amor pelo trabalho que desempenharão. Isso é o que todos esperam de um conselheiro tutelar. O conselheiro tem de ter em mente que o papel dele vai muito mais além do que uma simples função. Ele possui um papel amplo no contexto social, que é o de zelar pelos direitos das crianças e dos adolescentes. Permitir que esses direitos sejam cumpridos e lutar para melhorar a sociedade nesse sentido”, enfatizou Junqueira.

Notícias da editoria