Diário da Serra

Em apenas um fim de semana, Samu de Tangará da Serra registrou 40 trotes

Rodrigo Soares / Redação DS 07/11/2019 Polícia

Ligações foram realizadas somente de um único número

Único número passou 40 trotes para o Samu

Somente no último fim de semana, o Serviço de Atendimento Móvel de urgência (Samu) recebeu 40 trotes, fato que preocupa e pode colocar em risco a vida de pessoas que realmente possam precisar do socorro médico. De acordo com o coordenador do Samu, as ligações foram realizadas somente de um único número, que inclusive vem praticando constantes e repetidos trotes no serviço de urgência.


“Essa pessoa vem atrapalhando e significa um risco a toda população pelo fato das linhas estarem ocupadas. Alguém que realmente esteja precisando de alguma coisa, pode não conseguir ligar”, lamenta o coordenador, destacando que trotes apesar dos trotes sempre acontecerem no Samu, essa pessoa que está ligando de um único número está gerando um grande transtorno nas ações de urgência. “A gente fez um boletim de ocorrência nessa situação específica, onde a Polícia Judiciária Civil já está investigando e solicitando da operadora quem é o proprietário para tentar identificá-lo”, relatou.


Vale destacar que a prática de trote é considerada crime pelo Código Penal Brasileiro. De acordo com o artigo 340 do código (Decreto Lei 2848/40), “provocar a ação de autoridade, comunicando-lhe a ocorrência de crime ou de contravenção que sabe não se ter verificado: pena- detenção de um a seis meses, ou multa”.
 

Notícias da editoria