Diário da Serra

Mendes marca reunião com prefeitos e debate 13 itens para 2020

Hiper Notícias 14/11/2019 Polícia
Polícia

O governador Mauro Mendes (DEM) irá se reunir com os prefeitos dos 141 municípios de Mato Grosso na próxima segunda-feira (18) para apresentar um balanço dos 300 dias de gestão. O jantar, com a presença da primeira-dama Virgínia Mendes, irá ser realizado no Salão Cloves Vetoratto, no Palácio Paiaguás.

 

De acordo com o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, a reunião será uma espécie de prestação de contas e apresentação de prospecções para o ano de 2020. A Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) fará uma Assembleia-Geral durante o dia, e por conta disso os prefeitos estarão na Capital.

 

Na terça-feira (19), à tarde, o governador irá se reunir com a diretoria da AMM para discutir soluções aos municípios. Serão debatidos 13 itens, um a um, pelo chefe do Executivo. O secretário não especificou os itens que serão debatidos.

 

“É uma prestação de contas, vamos mostrar o que o Governo pensa para 2020 aos 141 municípios do Estado. É um balanço desses 300 dias de governo. E na terça, iremos ter uma reunião com a diretoria da AMM, que é uma pauta já preestabelecida com a Casa Civil, para discutir soluções para diretoria AMM. São 13 itens”, disse Mauro Carvalho nesta quinta-feira (14), durante coletiva no Paiaguás.

 

COINCIDÊNCIAS DE AGENDAS 

Corre nos bastidores da política que Mauro Mendes teria convocado os prefeitos para o jantar com o objetivo de sobrecarregar sua agenda e inviabilizar definitivamente sua presença na inauguração do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC).

 

O hospital terá sua última etapa concluída na segunda-feira (18), às 18:30h. O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) espera a presença do ex-presidente Michel Temer no evento. A expectativa era de que Mendes também participasse do evento, visto que ele foi o responsável pelo projeto e licitação da obra, à época em que foi prefeito de Cuiabá.

 

Mauro Carvalho negou veementemente que haja relação entre os eventos, e repudiou a especulação, a classificando como “politicalha”. Ele aproveitou para alfinetar a Prefeitura de Cuiabá, ao lembrar que na inauguração da Estrada da Guia nenhum membro do Palácio Alencastro compareceu no evento, realizado no fim do mês passado.

 

“Eu discordo totalmente. Isso é o que a gente chama de ‘politicalha’, porque o governador inaugurou a Estrada da Guia e não teve ninguém da prefeitura participando desse evento extremamente importante para a cidade de Cuiabá, quem esteve presente foram alguns vereadores que fazem oposição ao prefeito Emanuel Pinheiro”.

 

“Ninguém pauta a agenda do governador, quem pauta é o próprio governador. Ele não pode pautar a agenda dele baseado no que acontece em volta dele. Se for dessa forma, não tem como ele gerir o tempo dele de trabalho. Há várias inaugurações que o governador é convidado e não participa em função da agenda dele”.

 

Sobre a possibilidade de o Governo do Estado enviar algum representante para o ato de inauguração do hospital, Carvalho foi enfático ao afirmar que cabe a cada um verificar sua agenda e disponibilidade.

 

“Vai ser avaliado se as pessoas terão tempo, e se houver pessoas do governo com disponibilidade de agenda, estará presente lá sem problema algum. Não existe problema em relação a isso”. 

Notícias da editoria