Diário da Serra

Diário da Serra lança 7º fascículo do projeto Memória

Rodrigo Soares / Redação DS 30/11/2019 Geral

Lançamento do livro é em comemoração aos 23 anos do DS

Geral

O Diário da Serra completou no dia 11 de Novembro deste ano, 23 anos de fundação. Para comemorar esta importante data, o periódico lançou no último sábado, dia 30 de novembro, o sétimo fascículo do Projeto Memória, que em mais uma edição traz um pouco da história de vida de várias personalidades que contribuíram e contribuem com o crescimento do município.


O lançamento aconteceu no Teatro Municipal do Centro Cultural Pedro Alberto Tayano Filho, onde contou com a presença de inúmeros convidados, entre eles os familiares dos homenageados e autoridades municipais, além da patrocinadora e apoiadora Cooperativa Sicredi. De acordo com o diretor geral do Diário da Serra, Mano Reski, o projeto já é concretizado e a cada ano atinge seu objetivo, que é eternizar por meio de livros a história de vida desses homenageados, em agradecimento ao que fizeram e fazem pela família, comunidade, bairro, cidade, Estado e até mesmo pelo país. “A série de reportagens que compõe esse fascículo foi publicada nas páginas do DS ao longo deste ano e conta a história de 20 personalidades, sendo 10 de pioneiros que ainda estão em nosso meio e outras 10 de pioneiros que já nos deixaram, mas tiveram seus nomes imortalizados ao batizarem vias e espaços públicos”, relatou o diretor, ao destacar que o projeto Memória já registrou a história de 148 pessoas desde sua criação. O presidente do Sicredi Sudoeste, Geraldo Wrobel, esteve no lançamento do sétimo fascículo e afirmou que um dos princípios da cooperativa é estar próximo da comunidade.

 

“Pra nós é muito gratificante participar desse projeto. Parabenizamos o Diário da Serra por ter essa iniciativa de resgatar as histórias das pessoas que construíram Tangará da Serra e fizeram com que essa cidade é o que é hoje. A gente sabe da importância de cada um dos membros das famílias que estão aqui hoje. Nós gostamos de participar desse processo, pois o Sicredi tem como finalidade o desenvolvimento da qualidade de vida das pessoas”, relatou.

 

Histórias eternizadas emocionam familiares

Durante o lançamento do 7º fascículo ‘Memória’, familiares e amigos das personalidades que tiveram suas histórias eternizadas através do projeto idealizado pelo Diário da Serra relembraram a trajetória de pioneirismo e se emocionaram.  Celso Manoel de Lima, conhecido como Celso da Paraíso, que é filho do homenageado Olívio de Lima, não escondeu a paixão que sua família sente pelo município de Tangará da Serra ao relembrar a história de vida de seu pai. “Os pioneiros vieram pra cá, não acharam ouro, não acharam saúde, educação, não acharam nada, mas eles continuaram em Tangará da Serra. Que amor foi esse que não deixou esses pioneiros desistirem? Continuaram todos firmes e fortes aqui em nossa cidade em busca de um sonho chamado Tangará da Serra. Me desculpe, mas eu sou apaixonado por Tagará da Serra”, se declarou Celso da Paraíso, emocionando os familiares e amigos dos homenageados.


Dalva Cristiane do Nascimento, filha da pioneira Maria Alzira Viana do Nascimento, não poupou elogios a história de vida da matriarca da família. “Minha mãe, que hoje é aposentada, foi merendeira e enfermeira. Hoje minha mãe recebe essa homenagem, e muitas mulheres guerreiras daquela época quando chegamos a Tangará não desistiram, contribuindo na formação de várias pessoas que hoje são pedagogos, doutores, escritores e várias outras profissões. Mãe, a senhora é digna desse título, digna se ser pioneira e digna por ser essa esposa maravilhosa que é”, homenageaou a filha, emocionando a mãe que assistia o depoimento da plateia.



Notícias da editoria