Diário da Serra

Audiência debaterá implantação de escola militar em Tangará da Serra

Rodrigo Soares / Redação DS 10/12/2019 Política

Discussão acontecerá no plenário da Câmara Municipal

Audiência acontecerá na Câmara

Audiência debaterá implantação de escola militar em Tangará da Serra

Rodrigo Soares / Redação DS

A Câmara Municipal de Tangará da Serra realizará na próxima sexta-feira, dia 13 de dezembro, uma audiência pública que discutirá a implantação de escolas cívico militares no município. A audiência foi proposta pelo presidente do legislativo tangaraense, vereador Ronaldo Quintão, que teve seu requerimento aprovado por unanimidade entre os demais parlamentares.


“O objetivo é a comunidade tomar conhecimento da importância de uma escola cívico militar em nosso município, uma forma de desenvolver o aluno com conhecimento dotado de disciplina, ordem, respeito, ética e valores que estão ficando esquecidos”, relatou o presidente da Casa de Leis, ao destacar que a audiência pública é voltada a implantação da escola cívico militar em unidades de rede estadual. “Gostaria que fosse implantada na Escola Estadual Pedro Alberto Tayano, vejo que seria muito bom que tivessem a sensibilidade de fazer acontecer lá. Entendo que escola militar tem condão social de fazer com que a população mais vulnerável se afaste de ser absorvida pelo lado negativo da sociedade. Entendo que a escola militar pode oferecer aos filhos das pessoas menos favorecidas um ensino de excelência, que essas crianças tenham maior desenvolvimento de ética e respeito a família e ao professor”, enfatizou Ronaldo Quintão, que recentemente pediu ao Executivo Municipal uma soma de esforços através de formação de parcerias com a Secretaria de Estado de Educação  e Secretaria de Segurança Pública, para que escolas da rede municipal de ensino também sejam transformadas em colégios militares.


“Nosso sonho é que o professor tenha a preocupação em apenas dar aula. Por isso, convidamos toda a população para participar conosco dessa audiência pública, que com certeza tem grande importância para todos os cidadãos de nossa cidade”, convidou. A audiência pública acontecerá na próxima sexta-feira a partir das 19h, no plenário da Câmara Municipal.


Duas escolas públicas de Cuiabá estão entre as selecionadas pelo MEC

G1/MT

Duas escolas públicas de Cuiabá foram selecionadas pelo Ministério da Educação para se tornar cívico-militares a partir de 2020. Em todo Brasil, foram selecionadas 54 escolas entre estaduais e municipais.


Em Cuiabá, segundo a Secretaria Estadual de Educação (Seduc), a Escola Estadual Salim Felício, no Bairro Parque Cuiabá, está pré-selecionada para aderir ao projeto-piloto.


A segunda escola é municipal e, segundo a Secretaria Municipal de Educação, ainda não foi definido a unidade que receberá o programa. O secretário de educação Alex Vieira Passos informou que a escolha deve acontecer até o fim deste ano.


De acordo com o MEC, projeto-piloto deve destinar R$ 1 milhão para cada escola que aderir ao programa. O repasse deverá custear a manutenção e os investimentos necessários para viabilizar a programação pedagógica e disciplinar nas escolas.


O modelo cívico-militar é uma proposta para uma gestão escolar compartilhada entre educadores e militares, mas é diferente das escolas militares mantidas pelas Forças Armadas.


Segundo o MEC, no modelo cívico-militar, as secretarias estaduais de educação continuariam responsáveis pelos currículos e caberia aos militares a atuação como monitores na gestão educacional. A adesão é voluntária.
 



Notícias da editoria