Diário da Serra

Escola Laura Vieira volta a ser Municipal e está com matrículas abertas

Diego Soares / Assessoria 17/01/2020 Educação

“Nossa equipe já está à disposição na escola para que pais e responsáveis por alunos possam comparecer e efetuar as matrículas”, informou o Secretário de Educação, Gilmar Utzig.

Educação

Abertas as matrículas no Centro Municipal de Ensino Laura Vieira de Souza a partir desta sexta-feira, 17. Essa Unidade Escolar que passou do Estado para o Município, já conta com uma equipe da Secretaria Municipal de Educação (Semec) à disposição das 7h às 11h e das 13h às 17h para efetuar as respectivas matrículas.


“Nossa equipe já está à disposição na escola para que pais e responsáveis por alunos possam comparecer e efetuar as matrículas. Nossos profissionais possuem a distribuição das turmas e dessa forma é só comparecer à escola e efetuar”, informou o Secretário de Educação do Município, Gilmar Utzig.


De acordo com o gestor, as matrículas seguem na unidade até que todas as vagas sejam preenchidas. “Isso pode durar uma semana, dez dias, 15 dias, enfim. Obviamente que as pessoas que residem na região da escola devem se antecipar e efetuar as matrículas, até porque existe o número de vagas que é limitado, então quem mora na região que se adiante e já garanta a matrícula de seu filho naquela escola”, frisou o Secretário.


O CME Laura Vieira possui uma estrutura de padrão relevante, conta com nove salas de aula à disposição, além do espaço físico amplo, cozinha e refeitório adequados. “A capacidade daquela escola é para 600 alunos nos períodos matutino e vespertino, ou seja, uma estrutura que atende plenamente as necessidades de todos os alunos daquela região”, completou Utzig.


VOLTA ÀS AULAS – De acordo com o Secretário, a expectativa para retomada do ano letivo é entusiasmante. “Está tudo organizado pela Secretaria Municipal de Educação para iniciarmos o ano letivo de Tangará da Serra que será retomado no dia 17 de fevereiro. As inscrições para o seletivo seguem até segunda-feira para o preenchimento do quadro de professores e o cadastro de reserva”, concluiu.

Notícias da editoria