Diário da Serra

Bastidores da Política

Redação DS 29/01/2020 Bastidores da Politica

29/01

Bastidores da Politica

Eleições suplementares

O Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal de Mato Grosso enviou um ofício ao TRE/MT solicitando mudança na data de eleição suplementar para o Senado. Para o sindicato, esta e a eleição municipal deveriam ser realizadas no mesmo dia e, assim, gerar economia aos cofres públicos.


Nenhuma possibilidade

O TRE informou que não há possibilidade de unificar as eleições porque o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou que o pleito suplementar para escolher um novo senador por Mato Grosso fosse realizado em 90 dias. Ainda segundo o TRE, os custos das eleições não são de responsabilidade do estado e sim do TSE.


Gastos

A eleição suplementar marcada para 26 de abril, vai custar à Justiça Eleitoral cerca de R$ 13,7 milhões. A informação é do TRE-MT. O mesmo valor deve custear as eleições municipais, marcada para outubro deste ano. No total, a Justiça Eleitoral deve pagar mais de R$27 milhões para a realização das duas eleições.


Democratas

Em reunião de cúpula na noite de segunda-feira, no Palácio Paiaguás, o DEM do governador Mauro Mendes decidiu que terá candidatura a prefeito prioritariamente nos 10 maiores municípios do Estado, como Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis. E, no caso da Capital, ampliou-se para cinco o número de pré-candidatos.


Convocação

O deputado estadual Thiago Silva, cobrou do governo do estado a convocação dos concursados de 2017 da Secretaria de Estado de Educação. No dia 23 de janeiro, foi publicado no Diário Oficial do Estado a prorrogação por mais dois anos do concurso. “(...) agora a Seduc precisa fazer o dever de casa e convocar quem foi aprovado”.


Capital do Ecoturismo Sustentável 

Com forte potencial turístico devido às suas belezas naturais, Nobres passou a ser reconhecida como a Capital Mato-grossense do Ecoturismo Sustentável, através da Lei 11.079/20, sancionada neste mês pelo governo do estado. Com a nova lei, a cidade poderá receber novos investimentos, firmar parcerias e ganhar maior visibilidade atraindo mais turistas.

Notícias da editoria