Diário da Serra

Medidas de prevenção podem evitar incêndios desastrosos, alerta engenheira eletricista

Rodrigo Soares / Redação DS 29/01/2020 Geral

Casos de curto-circuitos acontecem frequentemente em Tangará

Benjamin (T) com vários itens pode ocasionar curto-circuito

Constantemente a população se depara com manchetes relatando que casas são destruídas pelo fogo, sendo que geralmente a causa desses incidentes é algum problema relacionado a rede de eletricidade.  Já nesse ano, uma ocorrência desse tipo foi registrada em Tangará da Serra, onde uma residência foi tomada pelo fogo com a suspeita de um curto-circuito ocorrido em um dos quartos.


De acordo com a engenheira eletricista  Mônica Gineli Alves, é importante que a população fique em alerta, pois medidas simples de prevenção podem evitar acontecimentos desastrosos.


“O primeiro ponto é que nenhum serviço deve ser feito sem o acompanhamento de um responsável técnico. Grandes problemas são enfrentados devido as famosas ‘emendas’ que fazem por conta própria, e depois não entendem o tanto que podem acarretar em perigo”, alertou a profissional, destacando que toda a rede elétrica geralmente é elaborada para sustentar mais do que é informado no projeto da casa. “Porém, pode chegar a um ponto que passa do que foi informado e começa a ocorrer problemas. Uma coisa que as pessoas não levam em consideração é que uma tomada é dimensionada para um item, e não para conectar os famosos ‘T’s’ onde colocam vários itens na mesma tomada. Isso causa sobrecarga em todo o sistema e pode fazer com que haja curto-circuito, caia a chave ou coisas do tipo”, enfatizou a responsável, que é engenheira eletricista da Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan).


Outro cuidado importante que a profissional destacou para que grandes ou pequenos incidentes não ocorram, é com a compatibilidade dos equipamentos que são instalados com o passar do tempo nas residências. “Quando o técnico faz o projeto e dimensiona qual chuveiro vai instalar, por exemplo, já tem uma carga para aquele chuveiro, assim como para todos os itens da casa. Se a pessoa troca o chuveiro, por exemplo, por um melhor e com carga mais alta, vai faltar carga na casa. As pessoas não levam em consideração se o sistema aguenta, se os cabos são dimensionados para aqueles produtos. São situações que devem ter essa preocupação”, afirmou a engenheira eletricista.


“Também é importante sempre ficar em alerta a sinais, a questão disjuntor desarmando e oscilação na iluminação. Sempre é importante procurar um técnico responsável”, concluiu.
 

Notícias da editoria