Diário da Serra

Sintep orienta pais sobre início de aulas: “vejam se tem professores”

Rodrigo Soares / Redação DS 05/02/2020 Educação

Início do ano letivo é tido como incerto entre profissionais da Educação

Benefício já é uma realidade

O Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep) de Tangará da Serra realizou no início dessa semana uma assembleia extraordinária, oportunidade em que a categoria optou pelo indicativo de greve. Entre as reivindicações, está a descontentamento da classe com um decreto publicado pelo Executivo Municipal a qual aumenta o número de alunos por sala de aula.


De acordo com a presidente do Sintep Tangará da Serra, Francisca Alda de Lima, o início do ano letivo é um impasse entre os profissionais da Educação, tendo em vista que as atribuições das aulas ainda não foram realizadas nas escolas municipais. “A gente orienta os pais que vão levar os estudantes pra escola: perguntem se tem professor, porque até mesmo professor efetivo não atribuiu aula, não temos ainda nossa sala de aula”, afirmou a representante da categoria, destacando que outro descontentamento dos profissionais da Educação é em relação ao seletivo, que recentemente foi suspenso pela Justiça em decisão liminar, após a constatação de uma série de irregularidades no edital.


“Nossa reivindicação não é apenas sobre o decreto, temos diversas. O seletivo foi organizado de forma irregular e não ocorreu”, reclamou.


Apesar do impasse existente referente ao processo seletivo, o secretário municipal de Educação (Semec), Gilmar Utzig, afirmou recentemente à reportagem do Diário da Serra que o início do ano letivo, a princípio, não deve ser comprometido devido a suspensão da prova. Vale lembrar que conforme calendário da Semec, o ano letivo está previsto para iniciar no próximo dia 17.

Notícias da editoria