Diário da Serra

EDUCAÇÃO

Sebastian Ramos 09/02/2020 Artigos

Educação é para promover vida e dignidade, para estudantes e profissionais

Artigos

Desde os primeiros tempos, os dos Jesuítas no início do século XVI, a Educação no Brasil é feita de luta, muita luta, seja para quem dela precisa, para quem nela trabalha ou ainda  para quem ela oferece. Não sei quais destes lugares você está neste momento. O fato é que ao falar de educação é preciso sempre ou quase sempre fazer uma memória histórica, uma lembrança cronológica, para perceber e se dar conta de que de fato é um cansaço constante a manutenção da educação de qualidade e gratuita que em nosso país é garantida na constituição. A constituição é para ser cumprida, certo? Certo, só que essa história muitos de nós sabemos muito bem, que nem sempre é assim. Nem sempre é cumprida a letra constitucional, os motivos são “infinitos”, e isso também já sabemos. Dependendo o lugar da fala, parece que está tudo perfeito, só parece. Ou dependendo o lugar da fala, parece que os direitos, os mínimos, os mais evidentes, são cerceados e negados. Também pode só parecer. É uma luta mesmo! Avanços e retrocessos sempre estiveram nas páginas da história da educação, isto faz parte do processo, por isso que a sentinela pela educação de qualidade e gratuita deve ser permanente, em todos os sentidos, em todos os aspectos, em todas as esferas. Daí que as opiniões sempre se dividem, processo também natural, parte de outra luta, a democracia. Daí também que surgem e ressurgem opiniões mais elaboradas, mais científicas, além do senso comum, as das pessoas especialistas em educação, que também compete única e exclusivamente a cada pessoa concordar ou não. Daí também que temos teóricas e teóricos da educação, onde também cada pessoa e/ou instituição é extremamente livre para aderir a este ou aquele pensamento, a esta ou aquela ideia, a esta ou aquela teoria. O fato é que em qualquer época, educação sempre vai gerar uma boa discussão, um relevante debate, uma necessidade diária. Educação em nosso país é para todas as pessoas, devendo ser respeitadas todas as diferenças e singularidades. Educação é para promover vida e dignidade, para estudantes e profissionais. Educação é para ser importante em qualquer situação. Educação é para ser respeitada como deve ser. Educação é para governantes e governados. Deixo como desafio a leitura e o conhecimento permanente da Constituição da República de 1988 e suas emendas, da Lei de Diretrizes e Bases da Educação de 1996 e suas alterações, os Planos de Educação, Nacional, Estadual e Municipal. Para discutir educação é minimamente importante saber destes documentos.  

Prof. Me. Sebastian Ramos
professorsebastian@hotmail.com

Notícias da editoria