Diário da Serra

Prefeito cancela festa de Carnaval e diz que usará verba na saúde

Hiper Notícias 12/02/2020 Cultura
Cultura

O prefeito Ari Lafin do município de Sorriso (400 km de Cuiabá) cancelou os investimentos públicos nas festividades relativas ao Carnaval. O dinheiro que seria utilizado nos eventos, segundo o gestor, serão repassados para a resolução de demandas da área da saúde na cidade.

 

Em entrevista à imprensa, o prefeito apontou que os recursos serão repassados à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a fim de combater endemias e fomentar procedimentos cirúrgicos.

 

“Nós vamos atuar da mesma forma como foi em 2017, 2018 e 2019. Todos os recursos que seriam utilizados no Carnaval serão repassados a nossa Secretaria de Saúde para que nós possamos agir no combate a endemias como estamos enfrentando, cirurgias de olhos e outras que sejam”, pontuou o prefeito, que acrescentou que o gasto médio com a festividade pode alcançar o montante de R$ 250 mil.

 

O chefe do Executivo municipal argumentou que, por tradição nacional, o Carnaval é um momento de celebração e alegria. Contudo, ele ressaltou que as despesas inerentes ao período não poder ser de responsabilidade do município.

 

“O Brasil tem [o Carnaval] em sua cultura, mas cada um pode fazer sua festa, se reunir com amigos em uma chácara. Esse custo não pode vir para o poder público, não é nossa prioridade”, contou o prefeito.

 

O gestor acrescentou também que a cidade iniciará o período reservado à “arranca safra”, que visa diminuir o índice de acidentes nas rodovias. Para tal, o orçamento que não for utilizado na saúde será transferido para fomento da campanha.

 

“Qualquer valor que poderia ser destinado ao Carnaval vamos colocar em recursos para a contratação de mais equipamentos para nossos agricultores tenham tranquilidade. A prioridade agora é a arranca safra, saúde pública, segurança pública e outras ações”, disse Ari Lafin.

Notícias da editoria