Diário da Serra

Pré-candidato, Vander Masson quer fortalecer Tangará como polo

Paulo Desidério / Redação DS 12/02/2020 Política

Assim como em 2016, Vander Masson tentará a Prefeitura de Tangará

O empresário Vander Masson 

Sondado por Podemos e Democratas, mas ainda filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), o empresário Vander Masson confirmou pré-candidatura a prefeito de Tangará da Serra.  


Após angariar 12.446 votos na eleição de 2016, Vander acabou com a suplência de deputado federal em 2018, quando obteve mais de 27 mil votos.


Em entrevista ao Primeira Hora da Serra FM, o pré-candidato revelou que ainda pensa se deixa o partido do qual seu pai, Saturnino Masson, é figura histórica em Tangará, ou se aceitará o convite da sigla do governador Mauro Mendes.  


“É um dilema muito grande, a gente está aí meditando, balançando, porque precisamos de respaldo, do apoio do governador do estado. Eu avalio que é importante, não precisa estar no partido, e é claro que nós podemos estar juntos. O governo tem compromisso com as pessoas, então, talvez seja importante. Mas de qualquer forma, Tangará é uma cidade independente e ela sempre sobreviveu a todas as situações às vezes não estando alinhada com o governador, como também já teve momentos de estar alinhada com o governador e não ter tido resultados satisfatórios”, pontuou.


Terceiro colocado em 2016, Vander foi presidente da Associação Comercial e Empresarial (Acits). A capacidade de ouvir e dialogar, seja com o empresariado, quanto os demais cidadãos é, segundo ele, o trunfo para uma gestão mais certeira.


“Você tem que estar junto, ouvir, trocar ideias, conversar, debater, porque eu entendo que o prefeito tem que ter a voz e o poder de decisão, mas acredito que o desafio é errar menos. (...) Numa gestão tanto pessoal, profissional e pública, o desafio é errar menos. Acredito que quando a gente compartilha, troca ideia, a gente erra menos”, disse.


Vander Masson destacou que a princípio, o projeto de sua pré-candidatura é fortalecer o município de Tangará da Serra como polo regional, levando-o a uma integração ainda maior com municípios da região. 


“O projeto é fazer uma grande articulação para fazer um trabalho regional. Nós somos polo regional, mas de repente está faltando alguma coisa a mais. É importante esse movimento, essa interação. Eu até fiz aquela indicação ao deputado Dr. Leonardo, para isso, promover maior integração regional com os municípios, prefeitos, para que realmente jamais possamos correr o risco de Tangará deixar de ser uma cidade polo”, concluiu.

Notícias da editoria