Diário da Serra

Festival Cultura em Casa divulga talentos do interior de Mato Grosso

Cida Rodrigues | Secel-MT 22/05/2020 Cultura

De Tangará, o Mestrando Paraná, apresenta a oficina Bom de Capoeira, no domingo, 24, às 9h

Cultura

Além de transmitir trabalhos de diversas linguagens e segmentos artísticos, o Festival Cultura em Casa tem possibilitado ainda a divulgação e o reconhecimento dos talentos existentes no interior de Mato Grosso. Realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel/MT) com o objetivo de minimizar os impactos da pandemia da Covid-19 no setor cultural, o festival online conta com a participação de artistas de vários municípios mato-grossenses.


De fora da região metropolitana de Cuiabá e Várzea Grande, foram selecionados 45 projetos que ajudam a fortalecer os laços de identidade regional e a economia da cultura por todo o Estado. De artes teatrais e circenses, literatura, tradições à música e dança, as produções do interior revelam a riqueza das manifestações culturais ao mesmo tempo em que conectam o povo mato-grossense aos artistas da região.


A cantora e compositora Luana Cardoso, da dupla Lunalê que se apresenta no domingo, às 16h, é um dos talentos que vem do interior. Com os trabalhos do duo que faz com Alessandra Grandini, Luana vive da música há três anos, tocando em bares e eventos da região de Sinop e fazendo em média de 10 a 15 shows por mês. A participação da dupla no Festival trouxe novas possibilidades que vão muito além do cachê considerado fundamental neste período cancelamentos de trabalhos devido às medidas de distanciamento social. 


“Para nós, o festival online faz com que nos aproximemos de lugares distantes, não só da capital, mas de todas as outras cidades envolvidas. Também ajuda a nos desafiar, a sair da zona de conforto principalmente em relação à tecnologia. Faz com que a gente compreenda que talvez a distância não seja tão grande assim e que podemos mostrar o valor da nossa cultura regional. E, o mais importante de tudo, conhecer outros artistas que também estão na luta, faz com que nos sintamos menos sozinhos. No meio de tanta dificuldade, é bom se sentir amparado”, expõe Luana.


Do município de Alto Garças e começando a carreira em Rondonópolis, a cantora Allana Mota encantou o público na transmissão feita no último sábado, 16. Com um show acústico simples e descontraído, Luana e seu parceiro Cláudio Pacheco tocaram e cantaram sucessos musicais. Para Alana, participar do Festival é uma grande oportunidade de mostrar ao Estado e ao país as habilidades da dupla.


“O Festival Cultura em Casa ajuda muito divulgar a carreira de artistas como nós que são do interior do Estado. Além de possibilitar o contato com outros profissionais, fazer uma apresentação com a chancela do Governo do Estado também ajuda a impulsionar nosso trabalho”, comenta a cantora.
 

Fundador do Grupo Capuerê em Tangará da Serra, Alexandre Paulo Gomes, o Mestrando Paraná, apresenta a oficina Bom de Capoeira, no domingo, 24, às 9h. Mestrando Paraná, que atua também em vários projetos no próprio município e parcerias com outras escolas nos estados de Rondônia e Acre, considera o edital do Festival Cultura em Casa um grande incentivo aos profissionais da cultura em Mato Grosso. 


“O festival está sendo muito importante, a cultura precisa demais de incentivos como esse, temos grandes artistas em Mato Grosso e o Festival além de agregar experiência e divulgar nosso trabalho, ajuda nessa fase que estamos passando. A Secretaria está de parabéns, nós artistas estávamos precisando desse apoio”, declara o capoeirista.


Outras atrações do interior


Vários artistas de municípios do interior do Estado já se apresentaram no Festival Cultura em Casa, tais como:  Dilampião e Junina Abalantes do Sertão, de Barra do Garças; a dupla Maik & Marcelo Viola, de Peixoto de Azevedo; Hugo Muzenza, de Sorriso; Ismael Diniz, de Cáceres; Vinícius Ronan, de Rondonópolis; Daniele Lembi, de Campinápolis; e Cia Alegris e Oz Ferreira, de Chapada dos Guimarães.


Nesta sexta-feira (22.05), às 14h, J.Queiroz, de Tangará da Serra, transmite a oficina de desenho e caricatura. E, às19h30, tem show da dupla Jorge Henrique e Raniel, de Juína. 


No sábado (23.05), artistas residentes em Chapada dos Guimarães tem seus projetos transmitidos por meio do Festival. Às 18h, Santian e Monarco apresentam o Vídeo Arte - Projeto Crêonças. Já às 13h acontece a transmissão do audiovisual Dança para Preto Velho, de Perseu Azul.


No domingo, Jaderson Ibrahim, de Tangará da Serra, traz a Oficina Street Dance, às 14h30.  Logo mais, às 15h30, é a vez do também tangaraense Welington Machado Rondon, o Japa, apresentar a oficina Afrodance- Ritmos Aeróbicos. E, às 20h, acontece o show da Banda Stillu's de Rosário Oeste.


Demais transmissões do fim de semana


O Festival Cultura em Casa traz ainda várias outras atrações de sexta a domingo. Toda a programação e os respectivos endereços de transmissão estão disponíveis no site www.festivalculturaemcasa.com.br. As lives são transmitidas diretamente das redes sociais dos artistas. 

Notícias da editoria