Diário da Serra

Polícia de Tangará da Serra deverá investigar páginas e perfis fakes no Facebook

Alexandre Rolim / Tangará em Foco 23/05/2020 Polícia

Uma das pessoas lesadas é o ex-secretário de Meio Ambiente Magno César (PV). Ele registrou boletim de ocorrência neste sábado

Polícia

A Polícia Judiciária Civil (PJC) deverá iniciar uma investigação para identificar quem está por trás de uma série de páginas e perfis fakes utilizados para difamar, expor e denegrir a imagem de pessoas, especialmente políticos e personalidades da mídia, com a difusão de notícias falsas e acusações sem fundamento ou provas.


Uma das pessoas lesadas é o ex-secretário de Meio Ambiente Magno César (PV). Ele registrou boletim de ocorrência neste sábado, 23, depois de ser alvo do que ele chama de ‘quadrilha do fake news’.


“As providências contra essa verdadeira quadrilha que movimenta vários perfis fakes na internet, denegrindo a imagem de pessoas de bem, já estão sendo tomadas. Boletim de ocorrência registrado e a partir de agora a investigação fica por conta da Polícia Judiciária Civil de Tangará da Serra”, escreveu em seu Facebook.


Magno foi alvo de uma campanha de difamação nas últimas semanas. Uma dessas páginas, intitulada “Corrupção Tangaraense Memes”, compartilhou memes onde atacava o ex-secretário e sua esposa, com acusações, segundo Magno, infundadas, insinuando que os dois haviam sido beneficiados em dispensa de licitação para aquisição de máscaras para prevenção ao Covid-19.


Ocorre que a empresa da esposa de Magno apresentou o menor preço no edital e foi selecionada para fornecer o equipamento para o setor de saúde municipal. “O orçamento dela foi o menor preço, uma venda normal, é legal”, disse.


A página que disseminou este e outros memes de Magno e diversos políticos da cidade aparentemente foi excluída, uma vez que não aparece mais nas buscas do Facebook.
 

Outros perfis


Além da página denunciada por Magno César, existem muitas outras similares no ambiente virtual que têm Tangará da Serra como foco, além de perfis fakes, com pseudo assinaturas, nomes atrativos análogos a personalidades nacionais da TV, dos esportes, bem como políticos e até desenhos animados.



Notícias da editoria