Diário da Serra

TANGARÁ DA SERRA – Agricultor comemora produtividade recorde de café

Fabíola Tormes / Redação DS 26/05/2020 Rural

São cerca de dois mil pés de café que estão produzindo

Altair e a esposa são responsáveis pelo cuidado da lavoura

O Estado de Mato Grosso ocupa o 9º lugar no ranking nacional na produção de café, sendo responsável por 0,19% do produto produzido no País. A área de produção do café em Mato Grosso é de 8,4 mil hectares, segundo apontamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Por hectare são produzidas em média 14,41 sacas, e a produção anual está em 121,4 mil sacas.


Atualmente 31 municípios mato-grossenses produzem o grão, entre eles Tangará da Serra, que iniciou sua colonização com a cultura do café e que, com o passar dos anos, foi sendo substituída por outras culturas. Hoje são cultivados ainda em torno de 40 hectares de café arábica, por diferentes agricultores familiares, entre eles Altair Caldeira, que neste ano comemora sua produção recorde.


“Estou emocionado porque nunca vi uma produção como essa, desse café canelão”, comemora o produtor, que plantou cerca de dois mil pés de café que estão produzindo, segundo ele, 30 litros/pé. Além desses, carregados, o produtor tem ainda outras 1,8 mil covas plantadas e que logo produzirão.  “Fico emocionado em mostrar para Tangará da Serra que aqui produz café. Se tiver força de vontade, se as pessoas incentivarem, Tangará volta a ser o que era [na produção]”.


Aos 60 anos, Altair e a esposa são responsáveis pelo cuidado da lavoura na fazenda do pioneiro Levir Delcaro, que cedeu um espaço para que eles pudessem cultivar café e outras culturas. Este é o segundo ano de cultivo.


Vale ressaltar que Tangará da Serra faz parte do Programa de Revitalização da Cafeicultura no Estado de Mato Grosso (Pró-Café), desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf) e Empaer, em parceria com a Embrapa Rondônia, Embrapa Agrossilvipastoril e prefeitura municipal. Os cinco maiores produtores de café são: Colniza, Juína, Aripuanã, Nova Bandeirantes e Cotriguaçu. (Com informações Gilvan Melo)
 



Notícias da editoria