Diário da Serra

TANGARÁ DA SERRA – Executivo investirá quase R$1mi em energia solar em mais duas escolas

Fabíola Tormes / Redação DS 27/05/2020 Educação

Serão instalados nas escolas Antenor Soares e José Nodari

O investimento de R$ 960 mil

Sistemas de minigeração de energia solar serão instaladas em mais duas escolas municipais de Tangará da Serra. O investimento de R$ 960 mil foi aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal de Tangará da Serra na sessão ordinária desta terça-feira, 26.


O Projeto de Lei nº 039/2020, de autoria do Executivo Municipal, viabiliza a contratação de empresa especializada para o fornecimento e instalação de sistemas de minigeração de energia solar fotovoltaica ON-DRID em unidades escolares que produzam a média total anual de no mínimo 172.000 Kwh/mês, para atender o Centro Municipal de Ensino Antenor Soares e Centro Municipal Municipal de Ensino José Nodari.


Tal contratação, de acordo com o Executivo, justifica-se tendo em vista a crescente elevação no custo de energia elétrica fornecida pela concessionária e o grande número de unidades consumidoras que esta secretaria possui em seu orçamento. “Portanto, a fim de reduzir os custos com o consumo de energia elétrica, a secretaria buscou por meio de geração de energia fotovoltaica, contribuir com o meio ambiente e gerar energia limpa”, justificou o chefe do Executivo, Fábio Junqueira, no projeto.


Vale lembrar que em novembro do ano passado a Câmara aprovou projeto similar, para instalação de sistemas de energia solar em outras escolas. Na oportunidade, o secretário de Educação, Gilmar Utzig, afirmou que, no total, 20 Centros Municipais de Ensino serão beneficiados com a instalação do sistema de energia solar. “Ao todo serão onze usinas que vamos implantar no município, que vão atender em média 70% a 80% da energia que todas as escolas municipais do nosso município gastam”, comentou o secretário, ao destacar que Tangará da Serra é o primeiro município  de Mato Grosso a implantar o sistema de energia solar nas escolas municipais. O investimento total previsto é de R$ 5,3 milhões.
 

Notícias da editoria