Diário da Serra

DEMANDA ANTIGA – Estado ainda busca recursos para construção de Centro Socioeducativo em Tangará da Serra

Fabíola Tormes / Redação DS 03/06/2020 Política

Assunto voltou a ser discutido em 2019; demanda ultrapassa 10 anos

Ainda não há data para início da construção

Tangará da Serra aguarda a construção do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) no Município. O assunto vem sendo discutido ao longo dos últimos 10 anos e, em 2019, voltou a ser debatido.


Uma reunião foi organizada em Tangará da Serra pelo vereador Sebastian Ramos, ocasião em que a secretária Adjunta de Justiça de Mato Grosso, Lenice Silva dos Santos Barbosa, esteve no Município ouvindo novamente as reivindicações e explicando os trâmites para a construção da unidade, destinado a adolescentes em conflito com a lei.


Após esta primeira reunião, realizada em setembro do ano passado, o assunto continuou sendo acompanhado por diversas autoridades e imprensa, especialmente pelo vereador Professor Sebastian, que ainda em 2019 solicitou do Governo do Estado informações sobre o andamento do processo de construção.


A resposta veio nesta quarta-feira, 3 de junho. Nela o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante dos Santo informa que inúmeras medidas conjuntas foram adotadas para a resolução da demanda, entre elas o alinhamento com os Poderes Judiciários e Ministério Público quanto ao número de vagas; contratação de empresas para elaboração do projeto básico padrão; e realização do Chamamento Público para contratação do Case de Rondonópolis, que servirá de padrão para os demais Centros, entre eles o de Tangará.


“No que tange ao início das obras do Case de Tangará da Serra, informo que será necessário o aporte de recursos financeiros para ser implementada essa construção, tendo em vista que inicialmente serão construídos os Cases de Rondonópolis e Barra do Garças, cujas Comarcas determinaram o bloqueio de recursos financeiros para as referidas construções, os quais se  encontram alocados”.


No mesmo ofício, o secretário trouxe respostas também a outros pleitos do vereador, como a construção da Cadeia Pública Feminina de Tangará da Serra. “Essa unidade foi desativada em 13/11/2019, sendo que as tratativas com vistas à construção de uma nova Unidade Penal se encontram em planejamento, uma vez que depende de dotação orçamentária específica”.


Para o vereador, a resposta não foi satisfatória. “Meu trabalho e cobrança é para que o Governo do Estado dê atenção para estes temas da segurança pública em Tangará e envide esforços para garantia de orçamento prioritariamente para nova cadeia e o Case”.



Notícias da editoria