Diário da Serra

Alerta: Ariranhas fazem vários ataques a frequentadores do Rio Sepotuba em Tangará da Serra

Redação DS / Tangará em Foco 04/07/2020 Geral

A situação é de alerta, pois em dois casos três pessoas foram gravemente feridas pelos animais

Geral

Vários ataques de ariranhas foram registrados nas últimas semanas na região do Assentamento Antonio Conselheiro, em Tangará da Serra. A situação é de alerta, pois em dois casos três pessoas foram gravemente feridas pelos animais, que são mamíferos carnívoros de dentes afiados, de hábito diurno que se alimenta, principalmente, de peixes, e costuma ser agressivo quando se sente ameaçado.


O programa Tangará 40 Graus (TV Cidade Verde) mostrou nesta sexta-feira, 03, dois casos ocorridos nas duas últimas semanas às margens do Rio Sepotuba. No primeiro, registrado há cerca de 15 dias, uma criança foi atacada, sendo mordida várias vezes pelas ariranhas.


 

"Dia 13 eu e meu filho fomos atacados por ariranha. Lorenzo ficou 3h e meia em cirurgia para reparação dos ferimentos", conta a mãe do pequeno, ao fazer um alerta a todos para que tomem cuidado. "Tomem cuidado!".

 

O segundo caso ocorreu nesta quinta, 02. Um casal de São Paulo, que veio visitar familiares no Assentamento, foram atacados pelas ariranhas enquanto tomavam banho no Rio Sepotuba. Primeiro, a mulher foi atacada. O marido também foi ferido quando pulou no rio para socorrer a esposa.

 

O Samu atendeu a ocorrência e encaminhou as vítimas para a UPA 24 Horas, uma delas com vários ferimentos, com possibilidade de amputação de dedo.


Em áudio exibido pela TV Cidade Verde, um familiar das vítimas relata como tudo aconteceu. Foram momentos de terror vividos pelo casal.
 

O alerta é para que as pessoas tomem cuidado ao irem para à beira do Rio Sepotuba. A ariranha geralmente vive em grupos familiares com até 15 membros e pode ser agressiva quando tem filhotes ou se sente ameaçada. Os grupos constroem tocas nas margens dos rios, onde criam seus filhotes.

Notícias da editoria