Diário da Serra

PM prende 1 homem e 2 mulheres após furto de quase R$ 5 mil em produtos de lojas de Tangará da Serra

Alexandre Rolim / Tangará em Foco 19/07/2020 Polícia

Os três, entre eles uma mulher grávida, vieram de Cuiabá para Tangará da Serra na manhã deste sábado e agiram em vários locais

Polícia

Um homem e duas mulheres foram presos na tarde deste sábado, 18, após a prática de vários furtos em comércios de Tangará da Serra. O trio é de Cuiabá e agiu em pelo menos três lojas da cidade. Eles entravam nos estabelecimentos, comportando-se como clientes comuns, mas saiam com sacolas e mais sacolas de roupas, brinquedos, artigos de casa, eletrodomésticos, produtos de higiene e alimentos.


Os três, entre eles uma mulher grávida, vieram de Cuiabá para Tangará da Serra na manhã deste sábado e agiram em vários locais.
 

A primeira loja furtada foi a Havan. Pela manhã, o trio chegou a loja em um veículo Voyage, se dividiu ao entrar no estabelecimento e começou a furtar objetos. Eles saíram de lá com muitos produtos furtados.
 

Ainda pela manhã eles tentaram furtar outra loja, desta vez no centro da cidade, a Pernambucanas, mas foram flagrados pelos seguranças, porém conseguiram fugir do local, deixando quase R$ 2 mil em objetos furtados para trás.
 

Não contentes, no final da tarde eles voltaram à Havan, dissimulados, e tentaram praticar novo furto, mas foram vistos pelos funcionários e a PM foi acionada. Com o rapaz, ainda dentro da loja, a PM encontrou objetos furtados. No carro, os policiais localizaram grande quantidade de produtos.
 

Eles entravam nas lojas como clientes normal, mas saiam das empresas com sacolas de produtos furtados. “Ensacolavam os produtos, dissimuladamente, os vendedores pensavam que já tinha sido pago e tudo passava despercebido”, contou o tenente PM Marcos Costa.
 

A sala de boletim de ocorrência da Polícia Militar no Cisc ficou cheia de produtos furtados. Muitas roupas, entre elas 40 cuecas, várias bermudas, calças, blusas, bolsas, sutiãs, além de roupas e fraldas de criança. Liquidificadores, piscinas infláveis, shampoos, bonecas, alimentos.


De acordo com o tenente Marcos, os três possuem passagens pela polícia. As duas mulheres por furtos e o homem por roubo a banco. Eles foram entregues à Polícia Civil e os objetos furtados foram devolvidos aos estabelecimentos furtados.

Notícias da editoria