Diário da Serra

Parecis SuperAgro define protocolo de biossegurança

Assessoria 28/08/2020 Rural

Medidas visam garantir segurança aos participantes e expositores da feira, que ocorre de 9 a 12 de março de 2021

Rural

A organização da Parecis SuperAgro já definiu as diretrizes básicas de biossegurança e higiene para sua 13ª edição, que ocorrerá de 9 a 12 de março de 2021 em Campo Novo do Parecis (MT). Abrindo o calendário de feiras agropecuárias de Mato Grosso no ano que vem, a Parecis está passando por ajustes para garantir a segurança dos participantes.


“Temos um compromisso muito grande com a comunidade. Nossa palavra-chave tem sido precaução. Desde o surgimento da Covid-19, acompanhamos os protocolos oficiais de segurança e estamos a par de todas as orientações dos órgãos públicos. Agora, estamos adequando tanto a programação, que deverá ter mais conteúdos  online, como a estrutura do Parque de Exposições Odenir Ortolan”, observa o presidente do Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis, Jonas Iapp, que organiza a feira.
 

Uso obrigatório de máscaras, lixeiras específicas para descarte de luvas e máscaras, pontos para higienização de mãos e distanciamento social mínimo de 1,5m em filas são cuidados básicos. Além disso, todos os participantes serão credenciados atendendo medida da Vigilância Sanitária. Na entrada, haverá aferição de temperatura, para que as pessoas com mais de 37,5° sejam identificadas e orientadas a buscar orientação médica.
 

Iapp explica que as medidas serão apresentadas e disseminadas permanentemente com expositores, prestadores de serviço e as equipes envolvidas na organização e montagem da feira. “Teremos a prefeitura ao nosso lado e tenho certeza de que a população entende e pede esse tipo de cautela. Estamos monitorando os protocolos oficiais e preparados para atualizar as diretrizes se for necessário”, pondera o presidente do Sindicato.
 

O auditório onde são realizadas as palestras técnicas e a programação oficial passará por alterações. Sua capacidade será reduzida para 50% do local, de forma a garantir o distanciamento mínimo e a logística de higienização entre uma atração e outra.
 

Como o parque de exposições dispõe de ambientes abertos e arejados, as mudanças não serão grandes. Locais fechados e com ar condicionado serão proibidos e o trabalho de limpeza e higienização de sanitários, móveis, equipamentos e utensílios será intensificado.
 

Os expositores serão obrigados a ter álcool em gel em seus estandes e não poderão realizar ações promocionais que gerem aglomeração de pessoas. A oferta e o consumo de bebidas e alimentos nos estandes também precisará ser proibida. Os pagamentos deverão ser feitos, prioritariamente, via cartões eletrônicos para se evitar o uso de notas de mão em mão.
 

O distanciamento social será fundamental na praça de alimentação. Além da distância mínima exigida de 1,5m entre as pessoas, as mesas só poderão receber até quatro pessoas. Todos os materiais deverão ser descartáveis e a organização da feira exigirá o cumprimento de protocolos oficiais da Vigilância Sanitária, assim como o uso de equipamentos de proteção individual, como luvas, máscaras e protetores faciais. Copos deverão ser tampados, talheres embalados separadamente e o sistema adotado não poderá ser self service.
 

“São mudanças necessárias que vão nos garantir a segurança para que a Parecis SuperAgro ocorra tranquilamente. O visitante perceberá esse nosso cuidado nos detalhes. Nosso desafio é sermos criativos”, argumenta Jonas Iapp.
 

O protocolo de biossegurança da Parecis SuperAgro prevê também um local de isolamento caso algum participante da feira venha a apresentar sintomas similares aos da Covid-19. A equipe médica que acompanha todo o evento ficará responsável por esse monitoramento.

Notícias da editoria