Diário da Serra

ELEIÇÕES 2020 – Convenção Municipal do PSDB, PTB, PV, PL e Podemos será dia 9 de setembro

Fabíola Tormes / Redação DS 31/08/2020 Política

Partidos farão suas reuniões no mesmo dia, presencial e virtualmente

Os partidos terão até dia 26 de setembro para registrar as candidaturas

Convenção Municipal do PSDB, PTB, PV, PL e Podemos será dia 9 de setembro

O período das convenções partidárias para a escolha de candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereadores que disputarão as eleições municipais de 2020 iniciou nesta segunda-feira, 31. O prazo segue até 16 de setembro, oportunidade em que as legendas precisarão, além de eleger internamente a nominata de postulantes aos cargos, definir também os números e os nomes pelos quais os candidatos serão identificados nas urnas eletrônicas; e a formação ou não de coligações para as eleições majoritárias.


Em Tangará da Serra alguns partidos já publicizaram seus editais, firmando data, horário e local de suas reuniões, entre eles os cinco confirmados que comporão a coligação do pré-candidato a prefeito de Tangará da Serra, Vander Masson, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).


A Convenção Municipal do PSDB, do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), do Partido Verde (PV), do Partido Liberal (PL) e do Podemos está marcada para o dia 9 de setembro, quarta-feira da próxima semana, oportunidade em que deliberarão sobre a proposta de coligação, definirão os candidatos aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador e farão o sorteio dos números que concorrerão os candidatos.


As convenções, de acordo com seus presidentes – Vander Alberto Masson (PSDB), Marcos Scolari (PTB), Palminio Garrido (PL) e Ednilson Barbosa (Podemos) – iniciarão às 17h e o encerramento às 21, na casa de shows Brutus, localizada no Jardim Aeroporto. A convenção será realizada de forma presencial, com opção virtual, recomendando ao grupo considerado de risco e aos que assim optarem, participarem da presente convenção via online, acessando o link que será disponibilizado antes do início da convenção.


Já o presidente do PV, Magno César Ferreira, informou que a Convenção Municipal do partido será realizada no mesmo horário, porém em ambiente virtual. “Em razão da pandemia, as convenções serão realizadas por meio virtual em aplicativo a ser definido e encaminhado link e senha de acesso até anterior as respectivas, para garantir a segurança”, afirma.


Vale lembrar que este ano, devido à pandemia do novo coronavírus, o calendário eleitoral foi alterado, sendo uma dessas mudanças as datas das convenções. Outra mudança é a aprovação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de uma resolução que autoriza a realização das convenções de forma virtual. A medida visa evitar aglomerações, no entanto, não é obrigatória. Os encontros presenciais também podem acontecer, desde que as medidas sanitárias de cada município sejam respeitadas.


Os partidos terão até dia 26 de setembro para registrar as candidaturas. Já no dia 27 se inicia a data para a realização da campanha eleitoral.


Giraldelli se preocupa com abstenção nas eleições municipais

RD News

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), desembargador Gilberto Giraldelli, declarou que há preocupação com abstenções em percentual elevado por causa da pandemia do coronavírus para as eleições de novembro. O magistrado ponderou que se o eleitor “não participa, fica difícil reclamar posteriormente” dos candidatos eleitos.


O TRE-MT vem montando uma operação com protocolos para evitar o contágio pelo vírus que causa a Covid-19 nos dias de votação. “Estamos vivendo um período de pandemia, que é um fenômeno que não podemos ignorar. Isso pode afastar os eleitores do grupo de risco e por uma questão de saúde pública podem deixar de comparecer. Mas estamos trabalhando, todos os órgãos da Justiça Eleitoral, com uma preocupação muito grande com a questão da segurança da saúde dos envolvidos no processo de votação, eleitores, mesários e colaboradores”, declarou.


O horário de votação foi aumentado em uma hora, e irá das 7h às 17h. Giraldelli disse esperar que à medida em que os protocolos de segurança forem divulgados o medo de comparecer à votação diminua. Afirmou que imagina uma abstenção “dentro de números razoáveis”.


 

Notícias da editoria