Diário da Serra

Vereador denuncia falta d’água em bairro onde há reservatório com capacidade para 1 milhão de litros

Alexandre Rolim / Tangará em Foco 03/09/2020 Geral

Os moradores afirmam que o reservatório nunca é abastecido

Geral

Em vídeo compartilhado em suas redes sociais, o vereador Wilson Verta (PSDB) denuncia a falta d’água em um loteamento de Tangará da Serra onde há um reservatório com capacidade para 1 milhão de litros.


Ele foi até o loteamento Porto Seguro, que fica ao lado do Jardim São Luís. Por lá ele encontrou ruas sem asfalto, muita poeira e por cima casas sem abastecimento de água. Bem na divisa do bairro, uma ‘caixa d’água’ gigante do Samae, vazia.
 

Ele denunciou o que ele chama de ‘Reservatório de Vento do Samae’. “Várias pessoas me ligaram dizendo que falta água, e aqui atrás tem um reservatório de um milhão de litros simplesmente vazio”, diz ele, ao bater com a mão no reservatório. “Olha o eco”, completa, mostrando que o equipamento está vazio.


Ainda segundo Verta, os moradores afirmam que o reservatório nunca é abastecido. “Nesse momento de seca está faltando água e um reservatório de um milhão de litros”, diz.
 

Além disso, o vereador chama a atenção para o fato de que o bairro não tem asfalto por causa de um imbróglio entre loteadora e o prefeito. “Casas construídas, aprovados os projetos, a poeira muito grande, pagam os impostos e simplesmente estão abandonados.
 

Uma moradora é ouvida pelo vereador. Ela reclama da falta de asfalto, da poeira e da falta de água.
“Essa semana, hoje que veio água, mas não tem força suficiente pra subir na caixa. A gente tem que coletar água no chão porque ela não tem força pra subir”, diz.

 

O reservatório - Inaugurado em 2011, no dia em que Tangará da Serra completou 35 anos de emancipação, o reservatório está parado, sem utilidade.

Notícias da editoria