Diário da Serra

Faltam viaturas para atender a Delegacia Regional de Tangará da Serra

Assessoria 15/09/2020 Política

Deputados Delegado Claudinei e Dr. João conheceram o trabalho e a estrutura da PJC no município.

Política

Os deputados estaduais Delegado Claudinei (PSL) e Dr. João de Matos (MDB), respectivamente presidente e membro suplente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), estiveram na Delegacia Regional da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC), na última quinta-feira, 10, para conhecer o desenvolvimento dos trabalhos e principais necessidades da instituição. Os deputados foram recebidos pelo delegado regional titular, Alexandre Morais Franco.


Uma das principais dificuldades apontadas por Franco é a falta de viaturas para atender a região de fronteira. Hoje, há 10 veículos, sendo que seis estão parados por falta de manutenção e por serem antigos. Outro aspecto é a carência de delegados de polícia para atender os municípios de Brasnorte e Nova Olímpia, que pertencem à regional. 
 

Fronteira - Alexandre acrescenta que a maioria dos veículos usados são do convênio da Estratégia Nacional de Segurança Pública na Fronteira (Enafron), firmado em 2012 juntamente com o governo de Mato Grosso e o federal. “O maior problema que temos aqui é a falta de viaturas. Como um todo, de Barra do Bugres até Brasnorte, a maioria dos veículos são deste convênio, de forma que eles têm cerca de oito anos de uso e não têm manutenção do Estado. Já chegamos a fazer a manutenção com recursos próprios”, comenta.


Delegado Claudinei aproveitou e informou ao delegado regional que, no final do de agosto, formalizou com o diretor-geral da PJC, Mário Dermeval Aravechia, o processo de aquisição de seis veículos 4×4 do Plano de Aquisições de 2020 da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), e algumas viaturas serão destinadas à região de fronteira. 
 

Delegacias - Os parlamentares conheceram as estruturas do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc), das Delegacias Especializadas de Roubos e Furtos (Derf) e de Defesa da Mulher (DEDM).
 

Durante a visita à DEDM, os deputados ficaram impressionados ao ver que a instituição não conta com profissionais das áreas de psicologia e assistência social para atender mulheres vítimas de violência doméstica e crianças e adolescentes que sofreram algum tipo de crime. “Não tem nenhum destes profissionais. Nunca vi uma delegacia da mulher não ter. É preciso investigar os casos”, explica a delegada Liliane Soares Diogo, da DEDM.


Todas as demandas apresentadas aos parlamentares serão encaminhadas para o governo de Mato Grosso. Também participaram da reunião, os delegados Adil Pinheiro de Paula, que é titular das delegacias de Tangará da Serra e Nova Olímpia, e Edmar Faria Filho, coordenador do Cisc e titular da Delegacia de Roubos e Furtos (Derf) de Tangará da Serra.
 

A Delegacia Regional de Tangará da Serra faz parte do polo regional da Região Integrada da Segurança Pública (Risp) de Mato Grosso, que atende os municípios de Barra do Bugres, Nova Olímpia, Campo Novo dos Parecis, Sapezal e Brasnorte.



Notícias da editoria