Diário da Serra

MATO GROSSO – Número de mortes por afogamento aumenta em 2020

Redação DS / G1-MT 16/09/2020 Polícia

Até agosto foram registradas 76 mortes por afogamento

Corpo de Bombeiros continua as buscas pelo jovem Jefferson Kaique

Mato Grosso registrou até agosto deste ano 76 mortes por afogamento, conforme informações do Corpo de Bombeiros. Apesar da pandemia de coronavírus e da quarentena imposta por meio de decretos no estado, o número de pessoas que perderam a vida afogadas aumentou.


Em janeiro deste ano, 11 pessoas morreram afogadas nos rios de Mato Grosso, duas a mais do que no mesmo mês de ano passado. Em fevereiro, seis pessoas morreram. No ano passado foram 10 mortes.


Em março deste ano, quando os primeiros casos de Covid-19 foram registrados no estado, o número de pessoas mortas por afogamento chegou a 13. Em março de 2019 foram oito mortes.


Já em maio e junho e número caiu em relação ao ano passado. Foram 12 e 6, respectivamente. Em julho foram registradas 6 mortes e em agosto, quando os casos de Covid-19 aumentaram drasticamente em Mato Grosso, foram registradas 10 mortes por afogamento.


O Município de Tangará da Serra contribuí negativamente para essas estatísticas estaduais. Neste ano foram registradas sete mortes por afogamento nos rios da região, entre eles, do jovem Thiago Fagundes Campos, de apenas 20 anos, em março deste ano.


Em maio, na região da Agrovila 01, no Assentamento Antônio Conselheiro, Adriano Maciel, 36 anos, estava com um grupo de familiares pescando e se banhando no rio, quando entrou em um local mais profundo e acabou sendo levado pela correnteza. Outro foi registrado em julho, quando Arli Quirino da Silva, de 64 anos, morreu afogado em uma represa, enquanto pescava com a família.


Além destes há ainda um registrado em setembro, que, inclusive, o Corpo de Bombeiros continua as buscas. Jefferson Kaique, de 22 anos, está desaparecido desde a tarde do último domingo, 13, nas águas do Rio Sepotuba.


A chamada pelo desaparecimento do rapaz chegou ao Corpo de Bombeiros no domingo e desde então a corporação faz buscas na região do Assentamento Antônio Conselheiro, proximidades de um pesqueiro onde o jovem desapareceu.

Notícias da editoria