Diário da Serra

Polícia Civil elucida crime e prende casal que matou idoso para roubar TV em Tangará

Alexandre Rolim / Tangará em Foco 21/09/2020 Polícia

Os dois conheciam a casa e sabiam da rotina do idoso. O crime ocorreu no dia 4 de setembro

Televisão encontrada pela PJC

A Polícia Judiciária Civil (PJC), após intensa investigação, elucidou um crime ocorrido no início do mês e que chocou Tangará da Serra. Lourival Tasca, de 81 anos, foi morto no Assentamento Antônio Conselheiro. Um casal, que não teve a identidade divulgada, confessou que matou o idoso para roubar uma televisão e um receptor.


O crime ocorreu no dia 04 de setembro, uma sexta-feira, mas a vítima só foi encontrada pela família no dia 06 de setembro, no sítio onde morava, ainda com vida. Ele foi trazido para o Hospital, mas não resistiu e foi a óbito quatro dias depois.
 

Logo após o registro de um boletim de ocorrência, a Polícia Civil iniciou as investigações do caso, identificando o casal suspeito do crime. Os dois conheciam a casa e sabiam da rotina do idoso, que deixava a porta dos fundos da residência sempre aberta.
 

A investigação da PJC apurou que o casal estava em Campo Novo do Parecis, contou o investigador Lázaro Ribeiro, da PJC de Tangará da Serra.
 

O casal confessou ser o autor do latrocínio. “Segundo eles, tinham trabalhado na casa da vítima, sabiam que a porta dos fundos da casa ficava aberta e, por volta das 22 ou 23 horas de sexta-feira, foram até a casa da vítima e, quando estavam furtando a televisão a vítima acordou, ele [o suspeito] se apoderou de um pedaço de madeira, ele e a companheira dele, deram um golpe na vítima”, relatou.
 

Eles perceberam que a vítima havia desmaiado e deixaram ela no local, fugindo em uma motocicleta. “Eles vieram para a cidade, mas no trajeto caíram com a moto, danificando a televisão. Chegando aqui na cidade eles dispensaram a televisão em um terreno baldio e fugiram para Campo Novo”, relatou Lázaro.
 

De acordo com Lázaro, o homem acusado do crime já tem passagem pela Polícia. Ele está a disposição da Justiça. A mulher foi trazida para Tangará e levou os investigadores até o terreno onde a televisão havia sido jogada. Apenas o televisor foi localizado.
 

A mulher também está a disposição da Justiça em Tangará da Serra.

Notícias da editoria