Diário da Serra

Homem que estuprou e matou menina de 8 anos é transferido para presídio de Sinop por risco de ser morto em cadeia de Sorriso

Repórter MT 20/07/2019 Polícia
Polícia

Preso por estuprar e matar uma menina de 8 anos, em Sorriso, Jonatan Nicolas Duarte, 20 anos, foi transferido diretamente para o Presídio Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira – Ferrugem – para que não seja morto.

 

 

Ele foi preso na noite de quinta-feira (18), o crime aconteceu na madrugada do mesmo dia.

 

A criança foi estuprada, teve o pescoço quebrado e morreu por asfixia, conforme confirmação do médico legista do município.

 

“Vai ser transferido para Sinop por segurança dele. A nossa parte que é fazer Justiça e estamos fazendo”, disse o delegado André Ribeiro.

 

Jonathan é acusado de outro estupro quando ainda tinha 15 anos de idade, praticado contra um garoto de 9 anos.

 

O caso

 

A criança morava com mãe, mas na noite do crime, estava sozinha em casa, enquanto ela trabalhava.

 

A mulher contou que chegou em casa, e percebeu que a filha estava desacordada e que tinha sofrido uma convulsão.

 

Ela foi levada às pressas ao Hospital Regional, onde a equipe médica fez manobras de ressuscitação durante 45 minutos, mas a garota não respondeu aos procedimentos e foi confirmado o óbito.

 

 

O médico do hospital acionou o Instituto de Medicina Legal (IML) para necropsia com objetivo de descobrir a causa da morte.

 

Na manhã de quinta-feira (18), o legista comunicou o delegado da Polícia Civil, André Eduardo Ribeiro, informando que a criança apresentava sinais de abuso sexual bem como indícios de morte violenta.

 

 

Foram identificados três possíveis suspeitos e um deles apresentou contradições nas declarações.

 

Tratava-se de Jonathan Nicolas Duarte, morador dos fundos da casa da vítima.

 

 

O estuprador contou aos policiais que naquela noite, por volta das 20 horas, teria ido dormir e não mais saído de casa.

 

No entanto, um amigo dele, que divide o mesmo quarto com ele, falou que ambos teriam ficado à noite bebendo, e por volta de 1 hora da madrugada, ele (Jonathan) saiu de casa e retornou 30 a 40 minutos depois, já quase por volta das 2 horas.

 

 

Levado à delegacia, ele acabou confessando que durante a madrugada, após fazer uso de bebida alcoólica e droga, aproveitou que a vítima estava sozinha em casa e invadiu o local. Enquanto a criança dormia, a asfixiou e a estuprou.

 

Ele contou que durante o estupro percebeu que menina não mais respirava e assim se vestiu e deixou a casa indo dormir.

Notícias da editoria