Diário da Serra

Siglas constroem candidaturas majoritárias e proporcionais

Rodrigo Soares / Redação DS 28/07/2019 Política

PSC foi o único partido a já confirmar pré-candidatura

Representantes dos diretórios do PSC, PSD e PSB

Siglas constroem candidaturas majoritárias e proporcionais

Faltando pouco mais de um ano para as eleições do próximo pleito, os diretórios municipais de Tangará da Serra continuam se movimentando para formar grupos fortes que garantam a eleição para os cargos de vereadores e prefeito. O Diário da Serra já trouxe as pretensões de algumas siglas, que já estão se estruturando para lançamento de candidaturas majoritárias e proporcionais, e a situação não foge do mesmo contexto entre outros diretórios municipais, que também já estudam e cogitam possíveis nomes de pré-candidatos.


É o caso do Partido Social Cristão (PSC), que inclusive foi o único diretório com Executiva vigente em Tangará da Serra a confirmar um nome de pré-candidato. “Estamos trabalhando, e o advogado Jean Piccoli é pré-candidato a prefeito”, afirmou o vice-presidente do diretório do PSC, vereador Carlinhos da Esmeralda. Seguindo a mesma linha dos outros partidos, porém ainda sem revelar nomes, o Partido Socialista Brasileiro (PSB) já prepara possíveis candidatos. “Assim como outros partidos, estamos nos organizando e estruturando, fazendo com que nossos filiados tenham participação e opinem o destino do PSB. Nossa pretensão é lançar candidatos a vereadores, bem como temos a intenção de construir candidatura majoritária”, contou o segundo secretário Estadual do PSB, vereador Professor Sebastian Ramos.


Atualmente com mais de 1200 filiados, o Partido Social Democrático (PSD) tem realizado reuniões internas, mas também se contém em revelar nomes. “Qualquer movimentação no momento, não passa de especulação, mas temos vários nomes com potencial de ser pré-candidatos a qualquer cargo”, afirmou o presidente do diretório municipal, Reck Júnior, que não descarta ser pré-candidato. “Tudo é possível”, abreviou. A reportagem do Diário da Serra tentou contato com o diretório do Progressistas, que assim como o PSC, PSB e PSD possui bancada na Câmara Municipal, mas até o fechamento dessa edição não obteve êxito.


Partidos sem bancada na Câmara querem eleger vereadores

Os diretórios municipais com Executiva vigente em Tangará da Serra que não contam com representante na Câmara Municipal de Vereadores já estão se articulando para mudar esse cenário nas próximas eleições. De acordo com a presidente do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT), Ireny Slavik, a sigla já prepara o Processo de Eleição Direta (PED) em Tangará da Serra. “Para isso, estamos nos reunindo e discutindo as eleições. Inclsuive, na última sexta-feira fechamos a chapa para a eleição do novo diretório”, contou a presidente, adiantando que a intenção é lançar candidatos ao cargo de vereador. “Para prefeito, ainda não temos essa pretensão”, disse.


O Partido Verde (PV), que já vem há certo tempo realizando reuniões com objetivo de fortalecer a sigla na região, também mira as eleições do próximo pleito, tanto para um dos cargos das proporcionais como também da majoritária.


“Temos nomes para disputar na proporcional e na majoritária, esse é o pensamento, fazer parte das eleições de 2020 para ajudar na administração de Tangará da Serra. Estamos nos estruturando para que possamos fazer parte da história política de nossa cidade”, relatou o presidente do diretório municipal, Magno César. O Diário da Serra tentou contato com os diretórios do PDT, PR, Podemos, PTB e Solidariedade, mas até o fechamento dessa edição não obteve sucesso.


 



Notícias da editoria