Diário da Serra

Substituição de telhas pode ter ocasionado desabamento de estrutura do Shopping

Fabíola Tormes / Redação DS 30/07/2019 Polícia

Após desabamento, Tangará Shopping foi interditado temporariamente

Telhado cedeu, ferindo duas vítimas

Parte do teto da Lojas Americanas, localizada no Tangará Shopping Center, em Tangará da Serra desabou por volta das 16h30 desta terça-feira, 30, ferindo duas pessoas. 


As vítimas foram socorridas e retiradas com vida do local. A primeira vítima, uma mulher, foi socorrida com escoriações por todo o corpo e com suspeita de fratura na clavícula. “Estava gritando bastante de dor, sangrando muito na altura da cabeça e membros superiores”, informou o repórter Gilvan Mello, da Rádio Serra FM, ao destacar que a segunda vítima, um homem, conseguiu sair andando, porém apresentava muitas escoriações pelo corpo. 


Ainda de acordo com Mello, foi feita uma rápida varredura pelo Corpo de Bombeiro e, a princípio, não há mais vítimas. “As equipes de socorro permanecem aqui, para ver se realmente não há mais vítimas, além dessas duas socorridas”, relatou. O socorro seguiu durante a noite e para facilitar o trabalho das equipes de resgate, o local ficará interditado temporariamente, até que o tudo seja finalizado. 


Sobre o ocorrido, o empresário Nei Lorenzetti, responsável pelo complexo, em pronunciamento nas redes sociais, disse que a substituição de telhas no local pode ter ocasionado o desabamento da estrutura. “O pessoal estava trocando telhas lá, telhas que estavam mais velhas, e o pessoal que estava colocando as telhas, colocaram tudo de um lado só, e fizeram em pilha. A cada três metros foram fazendo pilha de 20, 30 telhas e sobrecarregou a estrutura (…) e quando sobrecarregou demais, cedeu uma das tesouras e cedeu outras do lado”, lamentou o empresário. 


O ocorrido causou grande preocupação dos lojistas, pois, apesar de ter sido um acidente em área isolada, temem que possa comprometer a reabertura do complexo. A área que desabou está localizada aos fundos da loja, onde não há grande circulação de clientes e funcionários. 


Vale lembrar que esta não é a primeira ocorrência dessa natureza no local. 



Notícias da editoria