Diário da Serra

Forças de segurança fecham balanço positivo da Operação Manakin Avem II

Paulo César Desidério / Redação DS 05/08/2019 Polícia

Ao todo, 2393 abordagens foram feitas a pessoas e 1100 a veículos

Foto Secom-MT

A Polícia Militar de Tangará da Serra, por meio do VII Comando Regional, divulgou nesta segunda-feira, 5, o balanço final da Operação Manakin Avem II (Pássaro Tangará), desencadeada entre os dias 01 e 04 na cidade e em mais sete municípios da região.


Conforme o balanço de produtividade divulgado pelas forças de segurança, 313 policiais estiveram empregados em 128 viaturas. Ao todo, 2393 abordagens foram feitas a pessoas e 1100 a veículos. O balanço aponta que 60 ocorrências foram atendidas, 42 veículos foram apreendidos, 150 autos de infração foram lavrados, 10 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV’s) foram recolhidas, bem como sete CNH's. Ainda na esfera do trânsito, a operação resultou em oito testes de bafômetro, que acabaram por levar três condutores à delegacia por embriaguez.


Na área criminal foram apreendidas três armas de fogo, 19 munições, 59 papelotes de maconha mais 128 gramas, 54 papelotes de pasta base mais 14 gramas. 18 pessoas foram conduzidas à delegacia, 1 mandado de prisão foi cumprido. Nas ações de bloqueio, 130 abordagens foram efetuadas. Nas de saturação, foram 190, e nos starts, 224. Com apoio da Polícia Judiciária Civil, a operação cumpriu mandados de busca e apreensão nos municípios de Tangará da Serra, Barra do Bugres e Nova Olímpia. 


O comandante regional da Polícia Militar, coronel Heverton Mourett, avaliou os trabalhos da operação positivamente. “Nós entendemos que os resultados encontrados foram absolutamente satisfatórios, em função desse esforço cooperativo. Houve uma presença maciça e a sociedade percebeu esse esforço, viu a ação do estado e isso leva tranquilidade para as pessoas”, avaliou Mourett.


Para o tenente Fábio Sabino, do Corpo de Bombeiros, a atuação da corporação na operação também foi importante, especialmente devido aos trabalhos de vistoria a estabelecimentos no que diz respeito à segurança contra incêndio. “No total, o Corpo de Bombeiros vistoriou e fiscalizou 28 edificações. Desses 28 locais fiscalizados, 12 não atendiam as condições mínimas necessárias para funcionamento. Essas 12 foram notificadas em um prazo mínimo para regularizarem-se junto ao Corpo de Bombeiros. Desses 12, dois no município de Tangará da Serra e os outros 10 em Campo Novo, Sapezal e região”, destacou. 

 

Avaliação semestral - Durante a entrevista coletiva para apresentação do balanço final da Operação Manakin Avem II (Pássaro Tangará), o delegado regional da Polícia Judiciária Civil, Alexandre Franco, apresentou também as estatísticas do primeiro semestre, que registraram reduções bastante significativas. “Nós tivemos através dos dados e números oficiais do painel de monitoramento da SESP, a seguinte estatística: em relação a homicídios tivemos uma redução de 28% no primeiro semestre, comparando 2018 e 2019. Em relação aos roubos, também tivemos uma redução bastante significativa. Se comparado o primeiro semestre de 2018 a 2019, nesse semestre tivemos a diminuição de 49%, o que é bastante relevante”, destacou.

Notícias da editoria