Diário da Serra

Crime Ambiental pode resultar em 4 anos de prisão e multa

SGT BM Moraes 14/08/2019 Geral

CAMPANHA

O Estado de Mato Grosso ocupa, todos os anos, as primeiras colocações no ranking nacional de focos de incêndios, e com o objetivo de mudar esse cenário o Corpo de Bombeiros do Estado de Mato Grosso iniciou em julho uma campanha de prevenção contra Incêndios Florestais e Queimadas, orientando a população mato-grossense quanto à proibição do uso do fogo nas áreas rurais até 30 de setembro – podendo ser prorrogado.


O cidadão que não atender a essas exigências e causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora, estará cometendo crime ambiental, e cumprirá pena de um a quatro anos de prisão e multa.


O CBM orienta a população a realizar a manutenção e limpeza de sua propriedade, tanto no perímetro urbano quanto na área rural, através de métodos mecânicos, ou seja, utilizando tratores, roçadeiras, carpinagem etc., com objetivo de prevenir ocorrência de incêndios.


Caso o incêndio ocorra nas propriedades rurais e sua propagação chegue a tomar proporções além da capacidade técnica dos trabalhadores, acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros para que uma equipe especializada assuma o gerenciamento da ocorrência.
 

Notícias da editoria