Diário da Serra

Em dois dias, mutirão fiscal negociou mais de R$ 750 mil em Tangará da Serra

Paulo César Desidério 28/08/2019 Geral

Mutirão segue até sexta-feira no setor de tributação da prefeitura

Geral

Teve início na última segunda-feira (26), o Mutirão Fiscal de Tangará da Serra, realizado pela Prefeitura Municipal, Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) e Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc). O evento prossegue ao longo de toda esta semana, no Setor de Tributação da Prefeitura. Lá, os contribuintes podem negociar débitos com o Imposto Sobre Serviços (ISS), Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), contas de água, autos de infração e taxas municipais. 

 

Nos dois primeiros dias, o mutirão fiscal registrou bons números. Na segunda, 26, os parcelamentos totalizaram R$ 397.371,23. No âmbito judicial, o valor passou de R$ 227 mil, enquanto no extrajudicial, bateu a casa dos R$ 169 mil. Já na terça-feira, 27, os parcelamentos alcançaram R$ 360.601,57. Na esfera judicial, o valor superou os R$ 150 mil negociados, sendo que na extrajudicial, chegou a R$ 207 mil. 


Somando as negociações de débitos parceladas dos dois dias, o valor totaliza R$ 757.972,80. Os dados são do relatório produzido pela RLZ.  O mutirão continua até a próxima sexta-feira, 30, com atendimentos das 08h00 às 16h00. São oferecidos descontos de até 100% nos juros e multas moratórias em pagamentos à vista, e de 40% a 90% em pagamentos até 60 vezes.

Notícias da editoria