Diário da Serra

Em Cuiabá, ministro anuncia recursos e detona obras da Copa

Mídia News 06/09/2019 Política
Política

Em passagem por Cuiabá nesta quinta-feira (5), o ministro da Educação Abraham Weintraub criticou as obras feitas para Copa do Mundo de 2014 como a Arena Pantanal e o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que sequer chegou a ser concluído.

 

O ministro afirmou que a fortuna que foi gasta com as obras poderia ter sido usada para melhorar a estruturas das escolas do Estado. Segundo ele, dinheiro público deve ser usado em escolas e creches e não em "porcaria" de estádio.

 

“Vou falar a verdade nua e crua. A verdade, às vezes, pode ser dura, mas é muito mais benéfica do que uma doce mentira. A mentira doce é fácil de engolir, mas ela envenena. Muitas escolas a gente poderia ter climatizado, ter piscina nas periferias, se não tivéssemos gastado essa fortuna com a Arena Pantanal”, disse.

 

Ele ainda afirmou que o dinheiro gasto com o VLT e a Arena dava  para aumentar o salário dos professores do ensino fundamental, os quais ele chamou de "heróis". 

 

“Mas isso já foi, já foi construído, foi dinheiro jogado, não fora, está lá, mas é um dinheiro que foi desperdiçado. Dinheiro suado. Esse dinheiro não cai do céu. Esse dinheiro que é repassado vem de vocês, do povo, que paga impostos quando compra um celular, quando paga a conta de luz”, completou.

 

O ministro esteve em Cuiabá para anunciar a liberação de mais de R$ 13 milhões do Governo Federal para a Capital, Várzea Grande e Lucas do Rio Verde.

 

Os recursos serão usados para compra mobiliário, climatização de escolas e construção de creches. Do montante, R$ 5,4 milhões vão para Cuiabá; R$ 2,2 milhões para Várzea Grande e R$ 5,8 milhões para Lucas.

 

Durante o evento, realizado no Centro de Eventos do Pantanal, o ministro afirmou que "escolhas erradas" feitas no passado colocaram a educação do Brasil em uma situação dramática, abaixo, inclusive, dos países da América do Sul.

 

“Está na hora da gente mostrar o que foi feito de errado, gastar dinheiro não com uma porcaria de estádio de futebol, gastar dinheiro com creche e pré-escola, porque a gente sabe que é importante a criança chegar na 1ª série já alfabetizada. É repugnante o que foi feito no Brasil”, disse.

 

 

 

Notícias da editoria