Diário da Serra

Centro de Atenção Psicossocial promove dia D do Setembro Amarelo

Assessoria de Imprensa 11/09/2019 Saúde

O Dia D marcou o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio

Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra através do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) está realizando uma campanha alusiva ao Setembro Amarelo e nesta terça-feira, 10, promoveu no Centro Cultural Pedro Alberto Tayano Filho o Dia D que marca o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.


A campanha iniciou no dia 1º com uma ação denominada ‘Espalhe Amor’ que realizou uma mobilização nas redes sociais em apoio ao Setembro Amarelo. No dia seguinte aconteceu a distribuição de laços em locais específicos definidos pela organização. Além disso, uma coletiva foi dada à imprensa local para apresentar a campanha.
 

Na sequência, na quinta-feira, 05, foi desenvolvida uma capacitação com o tema “Aperfeiçoamento, reflexão e discussão sobre o atendimento de demandas relacionadas à saúde mental, vulnerabilidade ao suicídio e tentativas de suicídio” que contou com as participações de uma enfermeira, psicóloga, assistente social, médica e coordenação do CAPS. Essa palestra foi realizada no auditório da Prefeitura para enfermeiros e médicos da Atenção Básica de Saúde de Tangará da Serra.

 

PREVENÇÃO – O Dia D que marcou o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio que aconteceu na terça-feira, 10, contou com uma programação especial. A ação denominada “Mãos Dadas” promoveu um conjunto de atividades desenvolvidas pelos parceiros da Campanha Setembro Amarelo com o objetivo de enaltecer a valorização da vida, a acolhida do ser humano, reflexão e diálogo sobre o sofrimento e adoecimento psíquico, assim como sobre os serviços e cuidados na área especialmente numa perspectiva de saúde coletiva.
 

A programação do Dia D realizada no Centro Cultural, contou com o Abraço Grátis promovido pelo curso de enfermagem da UNIC. Estandes foram montados no Saguão da Amizade pelo CAPS e CTA/SAE sob a coordenação da assistente social da Uiara Leice de Moraes.
 

Dentre as atividades realizadas, o Dia D contou com a promoção de uma palestra com o tema “Quebrando o Tabu da saúde mental”, ministrada por um psicólogo da UNEMAT, assim como a exibição de um filme pelo Centro de Valorização da Vida (CVV) e a palestra com o tema “Quando alguém que amo está em sofrimento, como lidar com a depressão de um familiar?”, ministrada por psicólogas especialistas em psicoterapia familiar sistêmica.
 

A programação continuou com a roda de conversa sobre suicídio e temas relacionados pelo CTA/SAE, acolhida individual de pessoas da comunidade pelo CVV, mesa redonda com o tema Saúde e Cidadania, Saúde mental no âmbito do SUS, dor, resiliência, recuperação, relatos de pessoas que sobreviveram ao suicídio e reencontrar os sentidos para viver e panfletagem no semáforo da Praça da Bíblia.

Notícias da editoria