Diário da Serra

TV Cidade Verde Tangará da Serra lança nova grade de programação

Fabíola Tormes / Redação DS 11/09/2019 Geral

Emissora segue agora de forma autônoma, com conteúdo independente

Festa de lançamento da nova grade de programação, em Tangará

Desde o dia primeiro de setembro, a TV Cidade Verde mudou sua grade de programação. Depois de 25 no mercado de comunicação, retransmitindo o sinal do SBT e da Band, a emissora decidiu seguir de forma autônoma, agora com conteúdo independente.


Para marcar essa nova era da TV Cidade Verde, o grupo realizou na noite desta terça-feira, 10, no salão de festas do Condomínio Manacá, o lançamento da nova grade de programação da TV Cidade Verde Tangará da Serra – Canal 10.1. “Saímos de três horas de programação local para 24 horas, ampliando isso todos os dias, e fechando novas parcerias”, comemorou o diretor-geral da emissora, jornalista Igor Taques, informando que as pessoas do Brasil inteiro estão entrando em contato para fechar parcerias e se encaixar na grade de programação da emissora. “Muita coisa está acontecendo neste momento que estamos vivendo, de investimento em programação regional, mostrando Mato Grosso para todo o Brasil”.


São nove emissoras com programação regional/local, atingindo 105 municípios mato-grossenses, e sete Estados no país. “(…) E ampliando a cada dia. Veja que estamos apenas 10 dias com programação no ar, em 105 municípios do Estado de Mato Grosso, nove deles com programação regional e local, com equipe de reportagem, como é o exemplo de Tangará da Serra e também agora sete estados nos retransmitindo. E a possibilidade disso aumentar até o final do ano é muito grande”, informou, afirmando que a TV Cidade Verde já é a ‘maior produtora independente de conteúdo do Centro-Oeste”.


Em Tangará da Serra, a emissora é comandada por Márcia Kappes, que está a frente do ‘Tangará 40 Graus’, de segunda à sexta-feira, a partir das 11h30, com entretenimento, variedades e muito jornalismo, e ainda o ‘Na Cozinha com Márcia Kappes’, que vai ao ar aos sábados, a partir do meio dia, para todo o Estado. “Trabalhar na TV nesses 20 anos mudou a minha vida para melhor. Tenho gratidão a todos”, agradeceu a comunicadora, durante festa de lançamento da nova grade de programação, que inclui transmissões ao vivo e coberturas especiais, debates, jornalismo de interesse regional e programa de variedades que, juntos, pretendem atingir uma parcela maior de consumidores.


O objetivo da TV Cidade Verde é chegar nos 141 municípios de Mato Grosso até o ano de 2020, com programas feitos “Para Nossa Gente”.

 

Desacordo da empresa nacional motivam mudança

Assessoria

A motivação para uma mudança de programação foi o contrato de transmissão firmado entre TV Cidade Verde e Bandeirantes. Com uma crise de 2014, uma emissora nacional passou a atrasar repasses, o que motivou cobranças. O grupo de comunicação dirigido por Fernanda Beccari usa uma renegociação amigável e, sem composição, entra em juízo para receber valores em atraso. Mesmo assim, como duas emissoras mantiveram o diálogo, mas não houve composição definitiva. “Nós fizemos o possível, mas por um compromisso com o bom andamento da empresa, infelizmente fomos obrigados a cobrar uma banda, ou o resultado foi uma sentença favorável”, explica Igor Taques.


Não é a primeira vez que a TV Cidade Verde decide mudar o sinal. Inicialmente, uma emissora filiou-se ao SBT. Em seguida, o fundador Luiz Carlos Saraiva Beccari, falecido em 2014, deu uma guinada para a TV Bandeirantes. “Aumentamos muito a participação de anunciantes da iniciativa privada, o que é fundamental para a execução de forma independente. Tenho uma responsabilidade com o meu pai e não posso deixar o defensor da TV Cidade Verde e outras empresas do grupo”, finalizou a presidente do grupo de comunicação, Fernanda Beccari.



Notícias da editoria