Diário da Serra

Preocupados, motoristas pedem interdição de ponte do Ararão

Fabíola Tormes / Redação DS 26/09/2019 Geral

"Será que vão esperar cair um caminhão lá dentro?"

Estrutura comprometida

Outra reivindicação antiga dos moradores de Tangará da Serra é quanto a melhoria da estrutura da ponte do Córrego Ararão, que fica localizada na MT 339, sentido Progresso e Pecuama.


Com uma extensão de 20 metros, a ponte apresenta problemas em toda a sua estrutura, especialmente na base, em que as madeiras de sustentação estão podres e amarradas. “Tem um poste, uma pilastra, que quando passa um carro pesado ela afunda no chão. O carro passa e ela volta. Mas hoje o chão está duro, seco (…) no momento em que chover aquilo vai afundar, aquele poste, aquela pilastra”, alerta o morador José de Deus, ao pedir a interdição do local, antes que uma tragédia aconteça. “Teremos que fazer a volta, mas, pelo menos, evitará acidentes”.


“A ponte está quase caindo, podre, podre por baixo e a beirada na cabeceira da ponte tem dois pedaços de pau segurando, o resto está toda podre”, completa outra moradora, ao destacar sua preocupação por aqueles que utilizam a ponte, especialmente agora com a temporada de chuvas que se aproxima. “Agora começam as chuvas e eles vão mexer? Será que vão esperar cair um caminhão lá dentro, dar prejuízo para a pessoa ou até mesmo uma tragédia, para fazer alguma coisa?”.


Sobre o possível conserto, interdição ou construção de uma nova estrutura, procuramos a Secretaria de Infraestrutura do Estado e local, porém não obtivemos resposta.
 



Notícias da editoria