Diário da Serra

Polícia analisa imagens para elucidar latrocínio

Rodrigo Soares / Redação DS 26/09/2019 Polícia

Polícia não descarta que suspeitos monitoravam a vítima

Investigações seguem pela Polícia Civil

A Polícia Judiciária Civil de Tangará continua com as investigações para elucidar o latrocínio que vitimou o empresário Alivio Massaroli. Após prender quatro dos cinco suspeitos pouco tempo depois do crime, agora os investigadores analisam imagens de circuito externo de segurança. “Estamos correndo atrás de informações e analisando imagens que conseguimos, seguindo com as investigações”, informou o investigador Valmir Castrillon, que não descarta que os suspeitos haviam monitorado a vítima. “Geralmente, nesse tipo de roubo, (os suspeitos) monitoram”, relatou.


Um dos quatro suspeitos de envolvimento no assassinato do empresário tangaraense revelou o local onde estava escondida a arma utilizada no crime.


Ele decidiu fazer a revelação quando estava sendo transferido da Delegacia para o Centro de Detenção Provisória (CDP), no final da tarde desta quarta-feira, 25. Em posse das informações, os policiais foram, acompanhados do acusado, até o local indicado e localizaram a arma.


A arma, um revólver calibre .357, foi localizada, escondida entre folhas, em uma região de mata na Rua 14, região do Jardim Shangri-lá, bem próximo ao local do latrocínio que chocou a cidade. O caso continua sendo investigado pela Polícia Civil.

Notícias da editoria