Diário da Serra

Nova cadeia feminina pode ser construída na região do CDP

RODRIGO SOARES/ Redação DS 29/09/2019 Geral

Intenção do Estado é construir prédio novo na região do CDP

Geral

Com estrutura antiga e ultrapassando o limite de capacidade, a cadeia feminina de Tangará da Serra deve ganhar um novo prédio, que pode ser construído nas proximidades do Centro de Detenção Provisória (CDP), instalando assim um complexo penitenciário na região do Jardim Industriário. A possibilidade foi relatada na última sexta-feira, 27, pelo secretário Adjunto de Administração Penitenciária do Estado de Mato Grosso, Emanoel Alves Flores, que esteve em Tangará da Serra  atendendo pedido do vereador Professor Sebastian Ramos (PSB) para tratar do assunto.
Conforme o secretário, o Governo do Estado conta com um grupo que está realizando estudos sobre a implantação ou aglutinação de unidades penitenciárias em Mato Grosso, incluindo Tangará da Serra.
“A intenção é que o espaço hoje que compreende o CDP masculino também abrigue  o novo espaço para o sistema penitenciário (feminino)”, anunciou o secretário adjunto, destacando que para a construção da nova unidade, é necessária a venda do espaço onde hoje abriga as 63 reeducandas.
“Vão avaliar quantos custa o terreno para fazer o chamamento público e ver quem tem interesse em adquirir”, relatou.
Para o vereador Professor Sebastian Ramos, a necessidade da construção do novo prédio é urgente, tendo em vista que a atual estrutura é muito antiga. “Temos essa demanda muito antiga em debate junto ao Governo do Estado com tentativa de resolver o dilema. Cobramos por muito tempo a reforma para oferecer mínima estrutura aos servidores e ao mesmo tempo as mulheres detentas. Retomamos a cobrança e o governador respondeu positivamente nossas demandas para solucionar o mais rápido possível a situação”, relatou o parlamentar.
A reunião aconteceu no plenário da Câmara Municipal, e reuniu autoridades ligadas ao sistema penitenciário de todo o Estado.

 

Notícias da editoria