Diário da Serra

Homem é preso acusado de abusar sexualmente de cinco crianças em Nova Olímpia

Redação DS 27/09/2019 Geral

Crimes de estupro eram cometidos há mais de 10 anos, segundo PJC

Geral

Um homem de 49 anos de idade foi preso nesta sexta-feira (27) acusado de pedofilia em Nova Olímpia. Investigações da Polícia Judiciária Civil apontaram que J.R.T.S, teria estuprado cinco vítimas, fato que fez com que o juiz da comarca de Barra do Bugres acatar o pedido de sua prisão.


De acordo com o delegado Adil Pinheiro de Paula, a PJC estava debruçada nas investigações desde o fim do mês de agosto. Ele relata que o caso que chamou atenção da polícia ocorreu em fevereiro, mas que somente após seis meses a denúncia foi feita junto às autoridades.
 

"Esse suspeito, no mês de fevereiro desse ano tinha abusado de uma criança de apenas 3 anos de idade. Essa criança é sobrinha dele, sobrinha de sangue da mulher dele. Essa criança demorou todo esse tempo [de fevereiro a agosto] para noticiar o fato à mãe. Quando a mãe ficou sabendo dessa situação, levou a criança na Delegacia de Polícia. As investigações começaram com essa vítima e rapidamente, dentro de um mês, a Polícia Civil conseguiu idenificar outras quatro vítimas, num total de cinco vítimas desse suspeito preso na data de hoje", disse.


Ainda conforme o delegado, quatro das cinco vítimas eram sobrinhas do homem preso. Graças às investigações a polícia apurou que além do caso de fevereiro deste ano, alguns casos aconteceram há mais de 10 anos. O elemento se aproveitava da condição de proximidade com a família para cometer atos libidinosos. 
 

"É importante ressaltar que alguns desses casos aconteceram recentemente, esse ano, e outros aconteceram há mais de dez anos. Algumas das vítimas tem hoje 22, 23 anos de idade. Elas relatam que foram abusadas por esse tio, quando tinham entre 7, 10, 11 anos de idade. Mesmo tendo ocorrido todo esse tempo, a Polícia Civil conseguiu investigar e apurar a autoria desses delitos", pontuou Adil.
 

Os investigadores descobriram que o homem agia oferecendo balas e doces para persuadir as crianças. A maioria das vítimas que prestaram depoimento revelaram à polícia que o  suposto pedófilo também exibia filmes pornográficos a elas. 
 

"Esse foi o relato de mais de uma vítima, de que ele usava dessa artimanha para abusar das crianças", confirmou o delegado.
 

O homem foi interrogado e negou os cinco casos. Segundo o delegado, ele se disse surpreso com as acusações. J.R.T.S. passará por exames de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) em Tangará da Serra e será levado para Barra do Bugres, onde passará por audiência de custódia.

Notícias da editoria