Diário da Serra

Corpo de enfermeira é encontrado em córrego 11 dias após sumiço

Hiper Notícias 08/10/2019 Polícia
Polícia

A Polícia Civil localizou na manhã desta terça-feira (8), o corpo da enfermeira Zuilda Rodrigues de 43 anos, em um córrego da Estrada Ruth, na região do bairro Jardim Terra Rica, na cidade de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá). Ela estava desaparecida desde a noite do dia 27 de setembro quando saiu para ir à região central do município.

 

De acordo com a Polícia Civil, as buscas iniciaram na tarde de segunda-feira (7), após um homem, suspeito pelo desaparecimento da mulher, ter sido preso.

 

Detido, o homem foi questionado pelos policiais onde estava o corpo da enfermeira. Depois de vários questionamentos, o suspeito apontou onde estava o corpo da mulher. A motivação, no entanto, não foi divulgada pela polícia, e nem a identidade do suspeito.

 

Equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi até o local e iniciou as buscas. Por volta das 9 horas, o corpo da enfermeira foi localizado.

 

Os procedimentos, segundo a Polícia Civil, foram acompanhados pelo filho da mulher, que confirmou que o cadáver era da sua mãe.

 

Após a retirada, o corpo da enfermeira será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para ser realizado exame de necropsia, o qual será constatado qual a causa da morte.

 

O caso será investigado pela Polícia Civil.

 

O desaparecimento

Zuilda foi vista pela última vez por volta das 19 horas do dia 27 de setembro quando estava indo ao centro da cidade para ajudar o esposo no trabalho de venda de espetos.

 

De acordo com testemunhas, a enfermeira conduzia uma caminhonete Toyota Hilux SW4, que foi abandonada da porta da casa da vítima, horas depois do seu desaparecimento.

 

Ao notar a demora da esposa, o homem teria retornado para a sua residência e encontrou o carro trancado. Rapidamente, ele pegou uma chave reserva e abriu a caminhonete.

 

No interior da caminhonete, o homem percebeu que havia manchas de sangue na lateral da porta e fios de cabelo. Os materiais seriam da enfermeira.

O caso segue sendo investigado.

 

Notícias da editoria