Diário da Serra

VACINA SOLIDÁRIA - Campanha incentiva doação de alimentos durante vacinação em Tangará da Serra

Alexandre Rolim / Assessoria de Comunicação 07/04/2021 Geral

A proposta é que os moradores que serão vacinados doem um quilo de alimento não perecível, de forma voluntária

Geral

A Prefeitura Municipal de Tangará da Serra, por meio das Secretarias Municipais de Assistência Social e de Saúde, e do Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres (GPM), lançaram nesta quarta-feira, dia 7, a campanha “Vacina Solidária”. A proposta é que os moradores que serão vacinados doem um quilo de alimento não perecível, de forma voluntária. Os mantimentos serão repassados a famílias em situação de vulnerabilidade em razão da pandemia da Covid-19.


De acordo com a secretária de Assistência Social, Ana Adorno, com a campanha, a Prefeitura pretende arrecadar alimentos não perecíveis, como arroz, feijão, macarrão, dentre outros, no ato em que o cidadão vai até um dos dois postos de vacinação (na Clínica da Família e Estacionamento da Havan) para serem imunizados contra a Covid-19. “A doação não é obrigatória, é opcional”, explica. Ou seja, não significa que o cidadão tenha que doar alimento para receber a vacina, que é pública e acessível a todos.


O prefeito Vander Masson explica que a ação tem como propósito manter a união da comunidade num momento tão delicado. “Queremos incentivar a população a contribuir, de forma espontânea, com muita união, em ações que ajudem a garantir a segurança alimentar das muitas famílias em situação de vulnerabilidade social, afetadas pela crise causada pela pandemia de Covid-19”, disse o prefeito.
 

O lançamento oficial da campanha “Vacina Solidária” aconteceu na manhã desta quarta-feira, às 9 horas da manhã, em um café da manhã com a imprensa no Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres da Prefeitura Municipal.


Vacina Solidária


A iniciativa, desenvolvida pelo Município nos moldes de outras campanhas existentes no país, tem como objetivo ajudar famílias em situação de vulnerabilidade nesse momento de crise causada pela pandemia da Covid-19. A própria prefeitura, através da Secretaria de Assistência Social, fica como responsável pela distribuição dos produtos alimentícios arrecadados.

Notícias da editoria