Diário da Serra

EM ESTUDO – Tangará poderá exigir certificado de vacina para acesso a espaços públicos

Fabíola Tormes / Redação DS 31/08/2021 Saúde

Cerca de 12% da população ainda não foi imunizada contra Covid-19

Acesso a espaços com comprovação da vacina

A Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra divulgou números preocupantes. Aproximadamente 12% da população acima de 18 anos do município ainda não compareceu para receber a vacina contra a Covid-19, mesmo depois de diferentes chamamentos.

Diante deste descaso da população pela vacina, o Município estuda a publicação de decreto, a fim de condicionar o acesso a espaços públicos e coletivos – como estádios, supermercados, shoppings – a comprovação da vacinação contra a Covid-19.

“O prefeito municipal, Vander Masson, juntamente com a secretária de Saúde, Gicelly Zanatta, e o Comitê Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus estão analisando a possibilidade”, informou a assessoria de imprensa do Município,

ao destacar que o prefeito defende editar decreto obrigando a apresentação nos eventos da carteirinha de vacinação, comprovando que a pessoa está imunizada.

“Demais segmentos, como shopping, supermercados, estádio, ginásios, etc, ainda está sob análise do Comitê”.

A medida já está sendo aplicada em outras cidades, inclusive no estado de Mato Grosso. Em Rondonópolis, segunda cidade mato-grossense com mais casos de Covid-19, perdendo apenas para Cuiabá, os moradores precisam  apresentar a carteira de vacinação, onde consta a vacina contra a Covid-19, para poder circular no comércio da cidade. A medida está valendo desde o último dia 28.

O município do Rio de Janeiro também tornou obrigatória a apresentação do certificado de vacinação contra covid-19 para ingresso em alguns locais da cidade. A exigência começará a ser feita a partir desta quarta-feira, 1º de setembro.

Entre os espaços que terão de exigir o documento estão academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento, clubes, estádios e vilas olímpicas. Também será obrigatória a apresentação do certificado em cinemas, teatros, circos, salas de concerto, pistas de patinação e outras atividades de entretenimento. O acesso a locais de visitação turística também ficará restrito a quem apresentar o documento.

Notícias da editoria