Diário da Serra

CRISE HÍDRICA - Prefeitura fará distribuição de caixas d’água às famílias de Tangará da Serra

Alexandre Rolim / Assessoria de Comunicação 14/09/2021 Geral

No total, o Projeto de Lei 123/2021 prevê a destinação de R$ 240 mil para a compra de caixas d’água (reservatórios)

Geral

A Prefeitura Municipal de Tangará da Serra, por meio do prefeito municipal, Vander Masson, apresentou projeto de lei para a aquisição de material de distribuição gratuita de caixas d'água às famílias carentes, que não possuem reservatório em casa ou possuem caixas pequenas, para o enfrentamento da crise hídrica.

De acordo com o prefeito Vander Masson, o projeto, que será votado pela Câmara Municipal, visa contemplar e minimizar os impactos da crise hídrica aos tangaraenses.

“Estamos destinando esse recurso que será suficiente para adquirir e distribuir à população mais de 500 caixas d’água de mil litros. É uma medida emergencial para minimizar os efeitos da seca pela qual estamos passando”, disse o prefeito.

No total, o Projeto de Lei 123/2021 prevê a destinação de R$ 240 mil para a compra de caixas d’água (reservatórios). A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres (GPM), o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) e Secretaria de Saúde coordenam o projeto.

De acordo com o diretor do Samae, Heliton Luiz de Oliveira, a autarquia está fazendo levantamento das famílias que serão contempladas. Os critérios para a seleção ainda serão definidos, mas a meta é priorizar famílias de bairros com maior índice de falta d’água, que possuam reservatório pequeno ou não possuam caixa d’água.

O Município, através do prefeito Vander Masson, já decretou situação de emergência em razão da seca. O Decreto Municipal 374, de 23 de agosto de 2021, foi homologado pelo Decreto Estadual 1.097, em 03 de setembro, reconhecendo a situação de emergência no Município.

O Projeto de Lei 123/2021 começa a tramitar na Câmara Municipal nesta terça-feira, dia 14, e deverá ser apreciado e votado pelos vereadores ao longo das próximas semanas.

Notícias da editoria