Diário da Serra

Grileiros vendem lotes de terras em área de preservação do Salto Maciel

Sergio Roberto/Enfoque Business 01/11/2021 Geral

Áreas invadidas sofrem derrubada de mata nativa e queimadas para “limpeza” da área.

Geral

Áreas de terras no Assentamento Antônio Conselheiro estão sofrendo invasão, com vendas irregulares de lotes de terras por grileiros. Um dos locais invadidos é a área de preservação permanente do Salto Maciel, junto ao rio Sepotuba.

A informação foi repassada por fontes à redação do Enfoque Business neste final de semana. Além da área no Salto Maciel, as invasões ocorrem entre a localidade conhecida por “40 Lotes” e a Agrovila 04. Também há ação de grileiros numa faixa de terras que abrange as agrovilas 05, 11 e 15, no Assentamento Antônio Conselheiro.

Máquinas contratadas pelos grileiros trabalham no local, realizando derrubadas e limpeza do terreno para demarcação dos lotes ilegais. As áreas invadidas compõem os módulos de produtores já assentados. Por isso, há clima de tensão e risco de conflitos no local.

Uma fonte informou ao Enfoque Business que a grilagem estaria sob comando de dois homens, identificados como Jonas e Elias. Neste domingo, uma pessoa confirmou à redação que adquiriu uma área vendida por “Elias”, mediante pagamento antecipado de uma parcela de R$ 400,00. O comprador disse não ter conhecimento sobre a ilegalidade da ocupação e da comercialização dos lotes.

 



Notícias da editoria