Diário da Serra

Campanha de Natal presenteia crianças em situação de vulnerabilidade social em MT

g1 MT 14/11/2021 Geral

Para participar as crianças devem enviar uma cartinha com o pedido do brinquedo e qualquer pessoa pode ser o padrinho ou madrinha que vai entregar o presente.

Geral

Com a chegada do Natal, a campanha 'Papai Noel' dos Correios, iniciou neste sábado, 13, com o objetivo de presentear crianças em situação de vulnerabilidade social que enviarem cartinhas para o Papai Noel através dos Correios.

A campanha foi criada há mais de 30 anos após os empregados dos Correios ficarem comovidos com as cartinhas das crianças e desenhos coloridos que chegavam até a empresa.

Desde 2010, os alunos de escolas públicas também são convidados a entregarem as próprias cartinhas para o Papai Noel.

A campanha tem como objetivo incentivar o interesse pelo aprendizado da escrita de cartas pelas crianças e estimular o desenvolvimento de habilidades cognitivas e emocionais.

Para que as crianças recebam os presentes, qualquer pessoa pode participar e se tornar um padrinhos ou madrinhas.

Para adotar uma cartinha basta entrar no site dos Correios, escolher qual carta quer adotar, embrulhar o presente e enviar aos pontos de coleta.
 

Como funciona

A criança deve escrever uma cartinha para o Papai Noel com o pedido do presente. Depois deve enviar uma foto da carta no site dos Correios. Basta clicar no botão "Cadastrar Carta", preencher corretamente o formulário e enviar a cartinha.

Poderão participar:

  • Cartas manuscritas de crianças em situação de vulnerabilidade social;
  • Cartas de crianças de até 10 anos de idade;
  • Crianças com Deficiência (PcD), independentemente de idade;
  • Cartas de crianças de escolas da rede pública de ensino, escolhidas pela Secretaria de Educação Estadual e/ou Municipal, que estão na Educação Infantil ou no Ensino Fundamental até o 5º ano;
  • Só podem ser enviadas apenas uma carta por criança e não serão selecionadas as cartas que contenham endereço, telefone e foto da criança.

A identificação da criança será realizada no momento do cadastro e não será divulgada para os padrinhos.

Notícias da editoria