Diário da Serra

CALENDÁRIO – Unemat aprova retomada das aulas presenciais a partir de 2022

Assessoria Unemat 17/11/2021 Educação

O primeiro período letivo de 2022 tem início no dia 3 de fevereiro

Universidade do Estado de Mato Grosso

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) aprovou o calendário acadêmico para o ano de 2022 e também a retomada das aulas presenciais a partir do próximo ano. A decisão foi tomada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Conepe), que se reuniu na última terça-feira, 16, para discutir diferentes assuntos da Universidade.

Pelo Calendário Acadêmico aprovado, o primeiro período letivo de 2022 tem início no dia 3 de fevereiro, com a retomada das atividades pedagógicas, mas as aulas começam no dia 21 de fevereiro e se estendem até o dia 8 de julho. O início das aulas do período letivo 2022/2 será no dia 1º de agosto e o encerramento do período letivo será em 14 de dezembro.

Os conselheiros do Conepe também aprovaram a resolução que dispõe sobre a oferta dos componentes curriculares a partir de 2022, com a suspensão da Resolução nº 028/2020-Conepe que estabelecia a oferta dos componentes curriculares por meio de tecnologia de informação, meios digitais e demais modalidades remotas, de forma emergencial por conta da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

Com essa decisão, os componentes curriculares serão ofertados em conformidade com os respectivos projetos pedagógicos dos cursos, assegurando a centralidade na relação docente e discente. A resolução prevê ainda que as condições de segurança sanitária da comunidade acadêmica serão reguladas em uma Instrução Normativa.

Além disso, os conselheiros deliberaram que os acadêmicos que não se matricularem em nenhum componente curricular permanecerão com vínculo ativo durante os períodos letivos de 2022/1 e 2022/2.

O reitor da Unemat, professor Rodrigo Bruno Zanin, destacou que a Universidade está atenta ao andamento da pandemia da Covid-19 e busca sempre garantir as melhores condições para o desenvolvimento das atividades de ensino, pesquisa e extensão.

“Neste momento, consideramos importante prever o retorno das nossas atividades aulas na presencialidade, e mais que isso, temos que ter empatia para receber nossos alunos, professores e servidores com toda a segurança necessária para irmos avançando, da mesma maneira que já havíamos retomado outras atividades presenciais”,

avalia.

Notícias da editoria