Diário da Serra

ARIPUANÃ – Criação de cooperativa de garimpeiros contribuiu para reduzir criminalidade

Assessoria 23/11/2021 Polícia

A visita teve como objetivo conhecer a estrutura do garimpo

Delegado, investigador e representantes da Coopemiga

Em visita à sede da Cooperativa de Mineradores e Garimpeiros da Região de Aripuanã (Coopemiga), o delegado da Polícia Civil de Aripuanã, Phelipe de Paula da Silva Pinho, afirmou que é possível constatar a redução na criminalidade violenta, principalmente de homicídios na Vila Garimpeira, depois da criação da cooperativa, em 2019. Na visita, o delegado foi recebido pelo presidente e pelo diretor financeiro da entidade, Antônio Vieira da Silva, e Ademir dos Santos, respectivamente.

Segundo delegado, a visita teve como objetivo conhecer a estrutura do garimpo e discutir parcerias, entre elas, ações para reduzir ainda mais os índices de criminalidade na região.

“Me surpreendi positivamente com o modelo de cooperativismo que desenvolveram aqui. O que vemos é o oposto de um garimpo normal, onde temos casos de muita violência. Isso demonstra que o cooperativismo tem poder e pode mudar vidas”,
destaca o delegado que também é responsável pelas delegacias de Juruena e Cotriguaçu.

Além dele, o investigador de Polícia João Cícero da Silva, também participou da reunião. O presidente da Coopemiga destacou a importância de receber os representantes da Polícia Judiciária Civil no garimpo.

“Para nós, é uma grande satisfação fortalecermos essa aproximação dos agentes da lei com a nossa cooperativa. Além de discutirmos ações em conjunto para combater a criminalidade, principalmente dentro do garimpo, é uma oportunidade para mostrarmos a atuação da Coopemiga no município”.

Nesse aspecto, o delegado parabenizou o trabalho da cooperativa, que oportunizou trabalho formal para mais de 1.800 garimpeiros.
Na oportunidade, também foi discutida a realização de atividades voltadas para os jovens e as mulheres da Vila Garimpeira, como projetos e palestras de orientação.

Notícias da editoria