Diário da Serra

TANGARÁ SUSTENTÁVEL – Ipac promoverá oficina com produtores do Rio Queima Pé

Fabíola Tormes / Redação DS 24/11/2021 Geral

Encontro acontecerá às 18h30, no auditório do Sindicato Rural

Trabalho é coordenado pelo consultor Décio Siebert

O Instituto Pantanal Amazônia de Conservação (Ipac) realizará nesta sexta-feira, dia 26, uma reunião (oficina) para tratar de assuntos relacionados ao Diagnóstico da Parte Alta da Bacia do Rio Queima Pé. O encontro acontecerá às 18h30, no auditório do Sindicato Rural (Senar).

De acordo com o Engenheiro Agrônomo e consultor ambiental, Décio Elói Siebert, a oficina é a segunda parte do projeto ‘Tangará Sustentável’, que iniciou em outubro com o trabalho de campo, através de visitas aos produtores rurais desta bacia hidrográfica.

“Fizemos o diagnóstico e levantamos várias situações que as pessoas colocaram, problemas existentes. Agora vamos nos reunir com todos os moradores da bacia e produtores, para ouvi-los, para que coloquem todos os problemas que tem nessa bacia”,
adianta o coordenador do projeto.

Depois desta etapa, explica Siebert, os problemas em comum serão identificados e numa segunda oficina discutirão alternativas para a solução das problemáticas levantadas.

“Identificados, vamos juntar todos conforme os aspectos econômicos, sociais e ambientais, e assim discutir soluções. Discutir alternativas”.

Os trabalhos estão sendo realizados com recursos destinados pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, através de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado pelo MP com a empresa LPCD (Fazenda Netolândia), com apoio do Sindicato Rural de Tangará da Serra e Prefeitura Municipal.

A expectativa é que todo o trabalho seja concluído em no máximo três meses, com ações que incluem ainda o diagnóstico da parte alta da bacia do Rio Ararão em Tangará da Serra.

Notícias da editoria