Diário da Serra

NÚMERO FINAL – Mais de 72 mil eleitores de Tangará poderão participar das eleições em outubro

Fabíola Tormes / Redação DS 04/07/2022 Política

São, ao todo, 72.256 eleitores de Tangará da Serra aptos a votar

Eleições Gerais ocorrerão no dia 02 de outubro

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), através da 19ª Zona Eleitoral, divulgou nesta segunda-feira, dia 4 de julho, o número final do eleitorado de Tangará da Serra para as Eleições Gerais de 2022, que ocorrerão no dia 02 de outubro.

São, ao todo, 72.256 eleitores de Tangará da Serra aptos a votar. Destes, 7.693 são eleitores com títulos cancelados por ausência na revisão de eleitorado com coleta de dados biométricos realizada em 2019, os quais foram autorizados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a participarem do pleito deste ano. Estes eleitores poderão votar, mesmo que não tenham cadastrado a biometria.

Nesta situação, em todo o Estado de Mato Grosso, havia 81.351 pessoas com o título cancelado devido à ausência a revisão do eleitorado com coleta biométrica. Com isso, o número de eleitores aptos ao voto aumentou de 2.389.362 para 2.470.713. A medida contemplou 53 municípios nos quais a revisão foi iniciada e finalizada no período de 2019 e 2020.

Em Tangará da Serra, há ainda mais 7.539 eleitores com títulos cancelados por ausência a três eleições consecutivas e 1.152 suspensos em razão da existência de condenação criminal ou por improbidade administrativa, ainda cumprindo pena, totalizando 80.947 eleitores no Município. 

“Temos aproximadamente 8 mil e 600 eleitores de Tangará da Serra com títulos cancelados por ausência a três eleições consecutivas ou suspensos por condenação criminal. Então, esses eleitores, para evitar surpresa no dia da eleição, devem verificar sua situação no site do TRE ou através do aplicativo e-Título”,
alerta o chefe do Cartório Eleitoral, Luis Gustavo Romko.

Esses eleitores só poderão regularizar sua situação após o término das eleições.

“Infelizmente para esses eleitores já não há tempo hábil para a regularização e eles devem procurar o cartório após as eleições”. 

(Com informações Rádio Serra FM – Programa Primeira Hora) 

Notícias da editoria