Diário da Serra

TANGARÁ DA SERRA – Justiça Eleitoral recebe mais de 250 pedidos de registro de candidaturas

Fabíola Tormes / Redação DS 27/09/2020 Política

São 5 pedidos para prefeito e vice-prefeito; e 244 para vereador

Chico Clemente; Claudinho Frare; Jean Piccoli; Vander Masson; Wesley Torres

Justiça Eleitoral recebe mais de 250 pedidos de registro de candidaturas

O prazo para a apresentação de pedidos de registro de candidaturas na Justiça Eleitoral terminou no sábado, 26. Até este domingo, dia 27, às 10h22, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) registrou 19.093 pedidos de candidaturas ao cargo de prefeito em todo o país; 19.122 a vice-prefeito; e 504.278 a vereador para as Eleições Municipais deste ano. Os dados estão no portal de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais.


No Estado de Mato Grosso foram registrados 475 pedidos a prefeito e vice; e 11.342 a vereador. Em Tangará da Serra os cinco nomes apresentados nas convenções registraram seus pedidos de candidatura, sendo: Francisco Carlos Clemente, o Chico Clemente (PSD) e Marli Franchini (PSB) pela Coligação ‘Por um governo solidário e mais saúde’ (PSD / PATRIOTA / PSB / DEM / PP); Cláudio Agostinho Frare, o Claudinho Frare, e Professor Rodrigo Rodrigues, pelo Republicanos; Jean Michel Sanches Piccoli, o Jean Piccoli e Dora Santos, pelo Partido Social Cristão (PSC); Vander Alberto Masson, o Vander Masson (PSDB) e Marcos Scolari (PTB), pela Coligação ‘É tempo de união’ (PDT / PSL / PTB / PODE / PL / PSDB / PV); e Wesley Lopes Torres, o Wesley Torres (MDB) e Amauri Paulo Cervo (PP), pela Coligação ‘Coragem pra seguir mudando’ (MDB / SOLIDARIEDADE / PP).


Com relação aos pedidos de candidaturas de postulantes ao cargo de vereador por Tangará da Serra, o portal registrou 244 pedidos de candidaturas.


Por causa da pandemia, as eleições municipais de 2020 tiveram o calendário alterado por meio de emenda constitucional aprovada pelo Congresso. O primeiro e o segundo turnos estão marcados para os dias 15 e 29 de novembro, respectivamente.


Juntos, candidatos de Tangará da Serra somam quase R$16mi em bens

Chico R$10mi; Claudinho R$40mil; Jean R$156,4 mil; Vander R$ 5mi; Wesley R$ 542 mil

Os dados disponíveis no DivulgaCandContas é possível conhecer um pouco mais dos candidatos, além de também pesquisar sobre a declaração de bens.


De Tangará, Chico Clemente, que já participou do pleito eleitoral em 2010 como candidato a Deputado Estadual, declarou possuir R$10.136.569,33 em bens, entre áreas rurais, veículos e outros. Sua vice, Marli, declarou R$729.315,24.


Claudinho Frare, que concorreu nas duas últimas eleições municipais ao cargo de vereador em 2012 e 2016, sendo eleito na última, declarou ter R$40 mil em bens, de uma área rural e um veículo. O vice, Professor Rodrigo, não cadastrou nenhum bem.


Jean Piccoli, que participa pela primeira vez de um pleito eleitoral, declarou possuir R$ 156.483,00 em bens, entre terreno, ações e veículos. Sua vice, Dora, declarou R$ 2mil.


Vander Masson, que já tem em seu currículo uma eleição em 2016, que foi candidato a prefeito e em 2018 a Deputado Federal (hoje é suplente), declarou um total de R$ 5.057.273,74 em bens, entre veículos, ações e imóveis. O vice, Marcos Scolari, declarou ter R$ 153.300,00.


Wesley Torres, que também já tem experiência eleitoral – candidato a vereador em 2004 (ficou na suplência), declarou ter R$ 542.507,00 em bens, entre veículos, casa e terreno. O vice, Amauri, declarou ter R$ 724.158,51.

Notícias da editoria